"Mas a vida é real e de viés": o exercício da preceptoria e o processo de educação permanente no PET-Saúde/GraduaSUS de Santos, São Paulo

"Mas a vida é real e de viés": o exercício da preceptoria e o processo de educação permanente no PET-Saúde/GraduaSUS de Santos, São Paulo

Author Correa, Elaine Rocha Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Frutuoso, Maria Fernanda Petroli Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Ensino em Ciências da Saúde
Abstract The Education Program of Working for Health (PET-Health) / GraduaSUS 2016-2017 consisted of a front of efforts of the Municipal Health Department (SMS) of Santos and the Federal University of São Paulo, Baixada Santista campus (UNIFESP / BS), in the discussion of health education and teaching-service integration, focusing on maternal-infant mortality (MMI). Unprecedented, this edition collaborated with the municipalities of Itanhaém, Santos and São Vicente, as well as students / teachers of the Physical Education, Nutrition, Psychology, Social Work and Occupational Therapy courses of UNIFESP and Medicine from the Centro Universitário Lusíada, consisted of three cycles of eight months each, which surrounded the three municipalities. This dissertation aimed to systematize and discuss the experience of exercise of preceptorship and the process of Permanent Education in Health (EPS) at PET- Health / GraduaSUS in Santos / SP. This is a qualitative and retrospective study whose data production came from three records: PET Activity Record, maintained by the researcher / coordinator of PET-Santos, with linear records of project development; field diary, about the research process and experiences in the master's degree; Report on Preceptors Awareness Workshops, a synthesis document of the awareness workshops with eight preceptors, from different training areas, who participated in the final cycle of PET-Santos. The analyzes were based on the notion of EPS in motion. The data from this investigation agree with the literature on the practice of health preceptorship regarding the positive points such as the contact with students, the approach of teachers in the field and the remuneration of workers and the negative points, such as the absence of teachers in the practice setting, students with little interest, lack of service infrastructure, poor recognition of the role of preceptor as part of the job, and late payment of scholarships. The EPS strategies were configured as a process of building encounters moments with professionals, to a certain extent against hegemonic to the specific focus of training prioritized by SMS. In the first cycle, there was a certain invisibility of the actions produced in the services, which gave rise to the doubts and insecurities of the preceptors in conducting the activities with the students, in the absence of teacher’s support. In the second cycle, the insertion of a monthly meeting of preceptors allowed the construction of listening moments and discussion of intervention possibilities. Although the idea of instrumentalization for the exercise of preceptorship still prevailed, it culminated in the proposition of working groups with all PET actors to discuss and systematize themes relevant to the MMI. In the last cycle, the workshops indicated a breakthrough in proposing a more dynamic and reflective periodic space for dialogue on preceptorship, especially regarding the understanding of services and routines, with the guarantee of meaningful activities for students. This experience points to EPS present in many PET action spaces, based on the path and encounter of many actors and events that occurred in the breaches and often unrecognized or without visibility in the challenging daily work of health. Formal and periodic spaces of dialogue have allowed them to raise questions about preceptorship and professional practices.

O Programa de Educação pelo Trabalho para Saúde (PET-Saúde) GraduaSUS 2016-2017 consistiu em uma frente de esforços da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Santos e da Universidade Federal de São Paulo, campus Baixada Santista (UNIFESP/BS), na discussão da formação em saúde e da integração ensino-serviço, tendo como tema a mortalidade materno- infantil (MMI). Ineditamente, esta edição contou com os municípios de Itanhaém, Santos e São Vicente e com estudantes/docentes dos cursos de Educação Física, Nutrição, Psicologia, Serviço Social e Terapia Ocupacional da UNIFESP e Medicina do Centro Universitário Lusíada, que rodiziaram nos três municípios em três ciclos de oito meses. Esta dissertação teve o objetivo de sistematizar e discutir a experiência do exercício da preceptoria e do processo de Educação Permanente em Saúde (EPS) no PET-Saúde/GraduaSUS em Santos/SP. Trata-se de um estudo qualitativo e retrospectivo cuja produção de dados partiu de três registros: Caderno de Registro de Atividades do PET, da pesquisadora/coordenadora do PET-Santos; diário de bordo, sobre o processo de pesquisa e vivências no mestrado; Relato das Oficinas de Sensibilização com Preceptores, documento síntese das oficinas de sensibilização com oito preceptores, de diferentes áreas de formação, que participaram do ciclo final do PET-Santos. As análises pautaram-se na noção de EPS em movimento. Os resultados concordam com a literatura sobre o exercício da preceptoria no que diz respeito aos pontos positivos como o contato com estudantes, a aproximação de docentes em campo e a remuneração dos trabalhadores e aos pontos negativos, como a ausência de docentes nos cenários de práticas, estudantes com pouco interesse, falta de infraestrutura nos serviços, pouco reconhecimento da função de preceptor como parte do trabalho e atraso no pagamento de bolsas. As estratégias de EPS configuraram-se como um processo de construção de encontros com os profissionais, em uma certa medida contra hegemônico ao enfoque pontual de capacitações priorizado pela SMS. No primeiro ciclo, havia uma certa invisibilidade das ações produzidas nos serviços, que dava lugar às dúvidas e inseguranças dos preceptores na condução das atividades com os estudantes, diante da ausência de respaldo docente. No segundo ciclo, a inserção de uma reunião mensal de preceptores permitiu a construção de momentos de escuta e discussão de possibilidades de intervenções. Embora ainda prevalecesse a instrumentalização para o exercício da preceptoria, culminou com a proposição de grupos de trabalho com todos os atores do PET para a discussão de temáticas pertinentes à MMI. No último ciclo, as oficinas indicaram um avanço na proposição de um espaço periódico de diálogo mais dinâmico e reflexivo sobre a preceptoria, especialmente sobre a compreensão dos serviços e rotinas, com a garantia de atividades com sentido para os estudantes. Esta experiência aponta para a EPS presente em muitos espaços do PET, a partir do percurso e encontro de muitos atores e de acontecimentos que se deram nas brechas e muitas vezes não reconhecidos ou sem visibilidade no cotidiano desafiador do trabalho em saúde. Espaços formais e periódicos de diálogo permitiram que viessem à tona problematizações sobre o exercício da preceptoria e as práticas profissionais.
Keywords Preceptorship
Health Human Resource Training
Health Education
Unified Health System
Teaching Care Integration Services
Preceptoria
Capacitação De Recursos Humanos Em Saúde
Educação Em Saúde
Sistema Único De Saúde
Serviços De Integração Docente-Assistencial
Language Portuguese
Date 2019-09-16
Research area Educação Permanente Em Saúde
Knowledge area Ensino Em Ciencias Da Saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 132 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=8475030
Access rights Open access Open Access
Type Dissertação de mestrado profissional
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/59047

Show full item record




File

Name: ELAINE ROCHA CORREA.pdf
Size: 2.309Mb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account