Sobrecarga de mães de crianças com doenças crônicas em processo de hospitalização

Sobrecarga de mães de crianças com doenças crônicas em processo de hospitalização

Alternative title Overload of mothers of children with chronic diseases in the process of hospitalization
Author Putini, Natália Ramalho Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Uchôa-Figueiredo, Lúcia da Rocha Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Abstract A doença crônica na infância apresenta uma prevalência bastante elevada com implicações para o desenvolvimento da própria criança bem como no que se refere a suas relações familiares. A doença crônica causa preocupações e estresse aos familiares, principalmente nas mães que tomam o posto de cuidadora primária, tornando sua semana uma rotina estressante, vive acompanhando a em diversos tratamentos, além dos cuidados do dia-dia. Dependendo da condição de saúde que a criança apresenta ela tem que ser hospitalizada, nesta situação a mãe “interna-se” junto gerando dificuldades na reorganização do papel familiar que desempenha e nas funções sociais. Este trabalho objetivou avaliar a sobrecarga geral sentida pelas mães durante o período de hospitalização de seus filhos, avaliar áreas específicas onde a sobrecarga pode estar afetada e analisar o que o cuidar mudou na vida cotidiana das mães cuidadoras. Fizeram parte da pesquisa cinco mães hospitalizadas entre quinze e trinta dias na Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Santos. A presente pesquisa utilizou como coleta de dados o instrumento Caregiver Burden Scale (C.B.S) e entrevista semi- estruturada. Através da análise da entrevista foram elencadas quatro categorias que mostram o que o cuidar mudou na vida cotidiana das cuidadoras: mudanças ocorridas pela vivencia do cuidar, mudanças ocorridas na saúde das cuidadoras, organização das atividades cotidianas e falta de atenção para com os outros filhos. Os resultados mostram que o cotidiano destas mães mudou a partir do cuidar, uma vez que acabaram abrindo mão do trabalho, estudo, das horas de sono, da vida social, do seu lazer, prazer, da vida familiar, principalmente com os outros filhos e do seu cuidado pessoal. O instrumento revelou que as mães se sentem em geral sobrecarregadas, estando afetadas mais nas áreas de tensão geral física e isolamento. Conclui-se que a sobrecarga sentida pelas mães não é apenas causada pela hospitalização esta se acumula com os cuidados em casa, onde a tensão é maior, pois a mãe se sente responsável pelo bem-estar do filho, tendo que ficar em constante alerta para com ele.

The chronic disease in childhood has a prevalence quite high with implications for the development of the child as well as in relation to their family relationships. The chronic disease cause concerns and stress to the members of the family, especially in the mothers who take the post of primary caretaker, making her week a stressful routine, monitoring of various treatments, and care of day-to-day. Depending on the condition of health that the child is she has to be hospitalized, in this situation the mother "is hospitalized" together resulting difficulties on the reorganization of the family role which plays and also in social functions. This study aimed to evaluate the general overloading felt by mothers during the period of hospitalization of their children, evaluate specific areas where the overload can be affected and analyze what the care has changed in the daily life of mothers caretakers. The present study included five mothers hospitalized between fifteen and twenty-one days in “Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Santos”. This research used as data collection the instrument Caregiver Burden Scale (CBS) and semi-structured interview. Through the analysis of the interview was listed five categories showing what the care has changed in the daily life of caretakers: changes the experience of care, changes in the health of caretakers, the organization of daily activities and lack of attention to the other children as they realized that their daily life has changed from the care, eventually giving up of work, study, hours of sleep, social life, her leisure, pleasure, family life, mainly with other children and their personal care. The results of the instrument of overloading shows that mothers usually feel overloaded, staying affected more in the areas of general tension physical and isolation. We conclude that the overloading felt by mothers is not only caused by hospitalization it accumulates since the care home where the tension is greater, because the mother feels responsible for the welfare of the child, having to remain constantly alert to with him
Keywords Cuidadores de criança
Doença crônica
Sobrecarga
Vida Cotidiana
Children caretakers
Chronic illness
Burdens
Daily life
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-coverage ISS
Language Portuguese
Date 2011-11-23
Published in PUTINI, Natália Ramalho. Sobrecarga de mães de crianças com doenças crônicas em processo de hospitalização. 2010. 63 f. Trabalho de conclusão de curso de graduação (Terapia Ocupacional) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2010.
Knowledge area Promoção da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 63 f.
Access rights Open access Open Access
Type Trabalho de conclusão de curso de graduação
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/58371

Show full item record




File

Name: TCC. Natália Ramalho Putini.pdf
Size: 1.852Mb
Format: PDF
Description: TCC
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account