Reações dos familiares frente à descoberta da deficiência dos filhos: possibilidades de intervenção em terapia ocupacional

Reações dos familiares frente à descoberta da deficiência dos filhos: possibilidades de intervenção em terapia ocupacional

Alternative title Reactions and feelings towards the discovery of the disability of their children: Possibilities of intervention in Occupational Therapy
Author Ramos, Luiza Zonzini Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Silva, Carla Cilene Baptista da Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Abstract A família é um sistema de relação complexo dentro do qual se processam interações que favorecem ou não o desenvolvimento saudável de seus componentes. O nascimento de uma criança deficiente é algo de grande impacto para a família, provocando uma mudança na dinâmica familiar. Este acontecimento irá ainda exigir mudanças de papéis e buscas de novas estratégias para o enfrentamento do problema. Diversos sentimentos e reações são vividos de forma única por cada membro. A falta de preparo dos profissionais de saúde para lidar com este momento delicado de diagnóstico pode vir a agravar os sentimentos, dificultando a aceitação do filho e a busca por tratamento. Além das diversas pressões internas sofridas pela família, esta também terá que enfrentar as pressões exercidas pelas forças sociais externas, devido à dificuldade da sociedade em aceitar e conviver com as diferenças. A atuação junto à família da criança com deficiência se mostra uma tendência atual e vem sendo estudada por diversas áreas, apontando para a necessidade de se gerar apoio às famílias afim de diminuir o stress, favorecendo a evolução da criança. Com base nestas constatações, o presente estudo teve por objetivo investigar, junto aos pais de crianças com deficiência, as reações e sentimentos que permearam e permeiam suas vidas, antes e depois do nascimento do filho, buscando assim, contribuir com o estudo e a prática de terapeutas ocupacionais e outros profissionais da área. O estudo foi realizado em uma instituição parceira situada no interior de São Paulo, e focalizou sua pesquisa em pais de crianças com idades entre 02 e 07 anos, que apresentassem deficiências no qual o quesito motor se mostrava o mais afetado. Os sete participantes foram de ambos os sexos e de diferentes faixas etárias, sendo critério necessário frequentar a instituição parceira e serem maiores de 18 anos. Foram realizadas entrevistas semi estruturadas com base em um questionário elaborado pela investigadora contendo 11 questões, testadas anteriormente em um estudo piloto. Os resultados demonstraram a fragilidade emocional dos pais frente ao assunto, a falta de preparo dos profissionais da área da saúde no momento da notícia sobre o diagnóstico, e o desejo dos pais em participar de um grupo terapêutico coordenado por terapeuta ocupacional. De forma geral, o choque, a negação, a culpa e a tristeza, aparecem neste estudo como os fatores mais comuns quando os participantes são impactados pela noticia do diagnóstico de seus filhos. Os participantes mostraram pouca formulação a respeito do tema deficiência, antes do nascimento de seus filhos, havendo mudanças de concepção após o nascimento das crianças. Sabendo que, é de suma importância o papel dos pais no desenvolvimento e inclusão desta criança na sociedade, a terapia ocupacional pode vir a trabalhar não só com a criança, mas também com os pais, focando na informação e troca de experiências com outros pais de crianças com deficiência, através de um grupo terapêutico.

The family is a complex system which interactions take place, this will or not support the healthy development of its components. The birth of a handicapped child is something of large impact in the family, causing changes in family´s dynamics. This event will also require changes in roles and search for new strategies to deal with the problem. Different feelings and reactions are experienced uniquely by each member. The lack of preparation of health professionals to deal with this delicate moment of diagnosis might exacerbate the feelings, aggravating the acceptance of the child and search for treatment. In addition to the various internal pressures experienced by the family, they will also have to face the pressures exerted by external social forces, due the difficulty of society to accept and live with the differences. The work with the disabled child's family proves to be a current trend and has been studied in various areas, pointing to the need to generate support to families in order to reduce stress, favoring the development of the child. Based on these findings, this study aimed to investigate, with parents of children with disabilities, reactions and feelings that permeate and pervade their lives before and after the birth of the child, thus seeking to contribute to the study and practice of occupational therapists and other professionals. The study was conducted in a partner institution located near São Paulo, and has focused his research on parents of children aged between 02 and 07 years old, which showed deficiencies in which the motor item is the most affected. The seven participants were of both sexes and of different age groups, and necessary criteria were to attend the partner institution and be over 18 years old. Semi-structured interviews were conducted based on a questionnaire containing 11 questions elaborated by the researcher, previously tested in a pilot study. The results demonstrated the emotional fragility of parents facing the issue, the lack of preparation of health professionals at the diagnosis and the desire of parents to participate in a therapeutic group coordinated by an occupational therapist. In general, the shock, denial, guilt and sadness, appear in this study as the most common factors when participants were impacted by the news of their children's diagnosis. Participants showed little formulation about the theme disabilities before the birth of their children, with concept changes after the birth of their children. Knowing that, is of great importance the parental role in the development and inclusion of child in society, occupational therapy can come to work not only with the child, but also with the parents, focusing on information and exchange experiences with other parents through a therapeutic group
Keywords Deficiência
Família
Reações e sentimentos
Disability
Family
Reactions and feelings
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-coverage ISS
Language Portuguese
Date 2011-11-23
Published in RAMOS, Luiza Zonzini. Reações dos familiares frente à descoberta da deficiência dos filhos: possibilidades de intervenção em terapia ocupacional. 2011. 65 f. Trabalho de conclusão de curso de graduação (Terapia Ocupacional) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2011.
Knowledge area Promoção da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 65 f.
Access rights Open access Open Access
Type Trabalho de conclusão de curso de graduação
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/58367

Show full item record




File

Name: TCC. Luiza Zonzini Ramos.pdf
Size: 859.1Kb
Format: PDF
Description: TCC
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account