Humanização no ambiente hospitalar pediátrico: a visão da Terapia Ocupacional

Humanização no ambiente hospitalar pediátrico: a visão da Terapia Ocupacional

Alternative title Humanization of the pediatric hospital environment: the vision of Occupational Therapy
Author Prado, Gabriela Gallacini Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Uchôa-Figueiredo, Lúcia da Rocha Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Abstract Entende-se por humanização, ir contra a negação do outro em sua humanidade, contra a violência. Respeitar o outro como um ser digno, singular, seja este ser paciente, familiar ou profissional. Em saúde, humanizar pode ser interpretado como uma escuta atenciosa, uma boa relação profissional/cliente, a facilitação dos serviços, criação de espaços de ouvidoria e acolhimento, melhorias dos espaços físicos, entre outros. Não há um modelo previamente construído para a humanização. Deve-se trabalhar na lógica do contágio, da inclusão no processo de transformação, que se dá diferentemente em cada lugar, em função da forma como as pessoas, profissionais ou clientes se apropriam dos princípios, diretrizes, metodologias e dispositivos sugeridos pelo Programa Nacional de Humanização. O processo de humanização no ambiente hospitalar pediátrico permite construir e/ou desconstruir constantemente representações recebidas da sociedade ou da educação. Nota-se que o atendimento médico-hospitalar ainda atribui maior ênfase na recuperação do estado patológico da criança, direcionando pouca atenção ao aspecto social da mesma, aspecto este considerado determinante no desenvolvimento desta população. A hospitalização pode provocar na criança e em sua família, diversas mudanças em suas rotinas, além de alterações subjetivas, podendo ser considerada um evento traumático, fazendo com que a criança experimente com menor intensidade tudo o que está a sua volta. A criança depende de cuidados adequados que possibilitem seu desenvolvimento, mesmo durante a internação. Cabe ao terapeuta ocupacional ofertar estímulos e facilitar experiências lúdicas para as crianças através do brincar, bem como orientar a família e outros profissionais sobre a relevância deste no desenvolvimento dos pacientes. O TO serve de ligação entre a criança e seus aspectos biopsicossociais e culturais e o meio em que está inserida. Este trabalho tem por objetivos conhecer como ocorre o trabalho da terapia ocupacional em contexto hospitalar humanizado, bem como conhecer como os TOs contribuem para o atendimento humanizado da equipe e conhecer os métodos de humanização em que a TO está inserida na pediatria. Para tal foi montado um roteiro de entrevista semi-estruturada norteado pelos objetivos da pesquisa, levando-se em conta os questionamentos básicos da pesquisa. Entrou-se em contato com 23 terapeutas ocupacionais, convidando-os a participar, porém apenas 10 profissionais responderam à entrevista. A pesquisa revelou que grande maioria dos hospitais, onde a terapia ocupacional está inserida, possui programas e projetos de humanização, onde desenvolvem ações como, dias e horários específicos para discussões de casos em equipe; grupos entre profissionais e familiares das crianças, onde dúvidas são esclarecias e escolhas podem ser traçados em conjunto; espaço reservado para que o brincar possa ocorrer da forma mais natural possível, as brinquedotecas hospitalares; possibilitar que as crianças tenham o direito de se expressar, através de seu interesse, entre outras mais. Este estudo também mostrou que a convivência com a diversidade de profissionais, crenças, concepções, entre outras é constante. Portanto, torna-se necessária a superação das dificuldades através de construções conjuntas entre os diferentes conhecimentos e práticas existentes, tornando possível e sólida a criação de ações efetivamente integradas, quando se fala em abordagem humanitária em contexto hospitalar pediátrico.

It is understood by humanization, go against the denial of the other in his humanity, against the violence. Respect the other as a worthy, singular, is this being a patient, family or professional. In health care, humanization can be interpreted as an attentive listening, a good professional/client relationship, the facilitation of services, creating spaces of ombudsman and reception, improvements in physical spaces, among others. There is not a model previously constructed for the humanization. It should work in the logic of the contagion, inclusion in the process of transformation, which is the differently in each place, on the basis of how people, professionals or clients have seized the principles, guidelines, methodologies and devices suggested by the National Program of Humanization. The process of humanization in pediatric hospital environment allows us to build and/or deconstruct constantly representations received by society or education. Note that the medical-hospital care still gives greater emphasis to the recovery of the pathological condition of the child, directing little attention to the social aspect of the same; this is considered crucial in the development of this population. Hospitalization may cause the child and his family, several changes in their routines, in addition to amendments subjective, and may be considered a traumatic event, making the child experience at a lower intensity everything that is around them. The child is dependent on appropriate care to enable their development, even during the hospital stay. It is up to the occupational therapist to offer incentives and facilitate experience entertaining to children through the play as well as guide the family and other professionals about the importance of this in the development of the patients. The Occupational Therapist provides a link between the child and their biopsychosocial and cultural aspects, and the environment in which it is embedded. This work aims to know how the work of occupational therapy in a hospital context humanized, as well as knowledge of how the Occupational Therapists help the humanized care of the team and get to know the methods of humanization in which the Occupational Therapy is inserted in pediatrics. For this was mounted on a semi-structured interview guided by objectives of the research, by taking into account the basic questions of the research. We have entered into contact with 23 occupational therapists, inviting them to participate, but only 10 professionals were interviewed. The survey revealed that a large majority of the hospitals, where the occupational therapy is inserted, has programs and projects of humanization, where develop actions such as days and specific times for discussions of cases in a team; groups between professionals and families of the children, where doubts are clarified and choices can be drawn together; space reserved for that playing can occur as natural as possible, the hospital toy libraries; to enable the children to have the right to express themselves through their interest, among other more. This study also showed that the coexistence with the diversity of professionals, beliefs, ideas, and constant, among others. Therefore, it becomes necessary to overcome the difficulties through joint constructions between the different knowledge and existing practices, making it possible and solid to the creation of actions effectively integrated, where we talk about humanitarian approach in pediatric hospital context.
Keywords Humanização hospitalar
Pediatria
Terapia Ocupacional
Equipe Multiprofissional
Atuação interdisciplinar
Humanization hospital
Pediatrics
Occupational Therapy
Multiprofessional team
Interdisciplinary perfomance
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-coverage ISS
Language Portuguese
Date 2011-02-09
Knowledge area Promoção da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 71 f.
Access rights Open access Open Access
Type Trabalho de conclusão de curso de graduação
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-format Trabalho de conclusão de curso de graduação (Terapia Ocupacional) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2011.
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/58366

Show full item record




File

Name: TCC. Gabriela Gallacini Prado.pdf
Size: 999.2Kb
Format: PDF
Description: TCC
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account