O Serviço Social e o acolhimento na saúde mental

O Serviço Social e o acolhimento na saúde mental

Author Carvalho, Keise Correia Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Gomes, Maria do Rosario Corrêa de Salles Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Abstract Esta pesquisa aborda a importância da atuação do assistente social no acolhimento em saúde mental, seus saberes e sua contribuição, assim como também possibilita reflexões de como o usuário da Saúde Mental é visto pela sociedade e na própria área da Saúde. Apresentamos o conceito de um atendimento humanizado, na perspectiva de que a saúde compreende um equilíbrio do estado físico, mental e social, o que engloba mais fatores do que a ausência de doenças. Por consequência, um olhar ampliado sobre as mais diversas expressões da questão social auxilia na efetivação da promoção, proteção, prevenção e recuperação da saúde, aspectos fundamentais para viabilizar o exercício da cidadania e inclusão social dos usuários dos serviços de saúde mental. Os assistentes sociais têm um trabalho essencial neste processo, desenvolvendo a intervenção profissional pautada tanto pelo código de ética quanto pelo comprometimento profissional com a efetivação da política social de humanização na saúde. Trata-se de uma revisão bibliográfica, baseada no levantamento documental e teórico sobre os temas agregadores saúde mental, acolhimento e a expressão da humanização neste campo de atenção, articulados à intervenção profissional do Serviço Social neste processo. Buscamos detectar as tendências da produção teórica e, nas referências consultadas para esta pesquisa, não encontramos uma abordagem direta que expresse a atuação do assistente social no acolhimento em Saúde Mental, sendo mais frequente encontrar relatos de ações pontuais dos profissionais do Serviço Social que fazem parte do processo de um acolhimento humanizado conforme preconiza a Política Nacional de Humanização do Sistema Único de Saúde (SUS). Com isto, detectamos grandes desafios para o Serviço Social, que se referem à necessidade de refletirmos e produzirmos mais discussões e sistematizações sobre o acolhimento, tanto na academia como nos espaços sócio-ocupacionais do assistente social, o que inclui superar o receio pela psicologização da área de conhecimento Serviço Social.

This research to approach the importance of the social worker's role in the foster care in Mental Health, its knowledge and its contribution, as well as reflections on how the user of Mental Health is seen by society and in the area of Health. We present the concept of humanized care, in the perspective that health comprises a balance of physical condition, mental health and social condition, which encompasses more factors than the absence of diseases. Consequently, an expanded view of the most diverse expressions of the social issue helps to ensure the promotion, protection, prevention and recovery of health, fundamental aspects to enable the exercise of citizenship and social inclusion of users of mental health services. The social workers have an essential work in this process, developing the professional intervention guided both by the code of ethics and by the professional commitment with the ensure the social policy application of humanization in health. Its about a bibliographical review, based on the documentary and theoretical survey on the themes of mental health, foster care and the expression of humanization in this field of attention, articulated to the professional intervention of Social Service in this process. We sought to detect the trends of theoretical production and, in the references consulted for this research, we did not find a direct approach that expresses the social worker's role in the Mental Health foster care, being more frequent to find reports of specific actions of the Social Service professionals that are part of the process of a humanized reception as recommended by the National Humanization Policy of the Unified Health System (SUS). With this, we detected great challenges for Service Social, which refer to the need to reflect and produce more discussions and systematizations about the foster care, both in the academy and in the labor camp spaces of the social worker, which includes overcome the hesitation of psychologization of the area of Social Service knowledge
Keywords Serviço Social
Acolhimento
Saúde Mental
Social Service
Foster Care
Mental Health
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-coverage ISS
Language Portuguese
Date 2017-03
Published in CARVALHO, Keise Correia. O Serviço Social e o acolhimento na saúde mental. 2017. 160 f. Trabalho de conclusão de curso de graduação (Serviço Social) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2017.
Knowledge area Promoção da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 160 f.
Access rights Open access Open Access
Type Trabalho de conclusão de curso de graduação
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/58359

Show full item record




File

Name: keise-correia-carvalho-tcc-unifesp-2017.pdf
Size: 1.508Mb
Format: PDF
Description: TCC
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account