Efeito do treinamento físico aeróbio e resistido nas concentrações centrais e periféricas de BDNF em ratos

Efeito do treinamento físico aeróbio e resistido nas concentrações centrais e periféricas de BDNF em ratos

Author Oliveira, Rodrigo Freitas de Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Antunes, Hanna Karen Moreira Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Abstract O exercício físico regular vem a algum tempo sendo identificado como uma importante estratégia não farmacológica que atua de forma benéfica nas questões físicas e cognitivas, sendo esses benefícios apenas observados com a cronicidade da prática do exercício. O treinamento físico produz adaptações funcionais, fisiológicas e morfológicas importantes no organismo que culminam na melhora da saúde no sentido da prevenção/tratamento de doenças. Assim, o Fator Neurotrófico Derivado do Cérebro (BDNF) tem um efeito protetor para o organismo, participando de processos metabólicos que auxiliam o funcionamento do corpo. Diante do exposto, objetivo do trabalho foi investigar o efeito do treinamento físico aeróbio e do treinamento físico resistido nas concentrações centrais e periféricas de BDNF em ratos. Para isso, foram utilizados ratos machos Wistar, divididos em grupos com aproximadamente dez animais cada e divididos em grupo controle (CNTL), grupo submetido ao treinamento aeróbio (GTA) e grupo submetido ao treinamento resistido (GTR). Após oito semanas de protocolo de treinamento, os animais foram eutanasiados para a retirada do sangue, músculo e cérebro para posteriores análises de Corticosterona, Testosterona, Insulina, Proteína C Reativa (PCR) e BDNF. Não foram encontradas diferenças significativas nas análises de Corticosterona (F(2,24)=,06620, p=,93612), Insulina (F(2,23)=1,6970, p=,20538), Proteína C Reativa (F(2,18)=,63789, p=,53994) e nas concentrações de BDNF no músculo (F(2,24)=,83853, p=,44462), quando estas foram comparadas entre os grupos. Na análise de Testosterona foi possível observar o aumento do GTA quando comparado aos demais grupos (F(2,22)=11,382, p=,00040). O BDNF no hipocampo apresentou diferença significativa do grupo GTA quando comparado ao GTR (F(2, 21)=3,7264, p=,04121) enquanto que no sangue os dois tipos de treinamento foram capazes de aumentar o BDNF (F(2, 24)=37,470, p=,00000). Em relação a corticosterona, insulina e PCR, não foram observadas diferenças significativas. Nessa perspectiva, podemos concluir que os dois tipos de treinamento foram eficazes para melhorar a composição corporal, força muscular, capacidade aeróbia e aumentar os níveis de BDNF no sangue.

Regular exercise has for some time been identified as an important nonpharmacological strategy that acts beneficially on the physical and cognitive issues, and these benefits only observed with the chronicity of the practice of exercise. Exercise training produces functional, physiological and morphological adaptations important in the body which results in the improved health towards prevention / treatment of diseases. Thus, the Neurotrophic Factor Brain Derived (BDNF) has a protective effect for the body, participating in metabolic processes that help the body function. Given the above, the objective was to investigate the effect of aerobic exercise and resistance exercise training in the central and peripheral levels of BDNF in rats. For this, we used male Wistar rats were divided into groups with about ten animals each and divided into control (CNTL), the group submitted to aerobic training (GTA) and the group submitted to resistance training (GTR). After eight weeks of training protocol, the animals were euthanized to remove the blood, muscle and brain for further analysis of corticosterone, testosterone, insulin, Creactive protein (CRP) and BDNF. No significant differences were found in the analysis of corticosterone (F (2,24) =, 06,620, p = 93612), insulin (F (2,23) = 1.6970, p = 20538), Creactive protein (F (2.18) =, 63789, p = 53994) and the BDNF concentration in the muscle (F (2,24) =, 83,853, p = 44462), when they were compared between the groups. In Testosterone analysis we observed an increase in the GTA compared to other groups (F (2,22) = 11.382, p = 00040). BDNF in hippocampus showed a significant difference GTA group compared to GTR (F (2, 21) = 3.7264, p = 04121), whereas the blood both types of training were able to increase BDNF (F (2 , 24) = 37.470, p = 00000). In this perspective, we can conclude that the two types of training were effective in improving body composition, muscular strength, aerobic capacity and increase BDNF levels in the blood
Keywords Exercício Aeróbio
Exercício Resistido
BDNF
Aerobic Exercise
Resistance Exercise
BDNF
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-coverage ISS
Language Portuguese
Sponsor Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Date 2014-12-10
Published in OLIVEIRA, Rodrigo Freitas de. Efeito do treinamento físico aeróbio e resistido nas concentrações centrais e periféricas de BDNF em ratos. 2014. 48 f. Trabalho de conclusão de curso de graduação (Educação Física) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2014.
Knowledge area Promoção da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 48 f.
Access rights Open access Open Access
Type Trabalho de conclusão de curso de graduação
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/53232

Show full item record




File

Name: RODRIGO OLIVEIRA.pdf
Size: 973.1Kb
Format: PDF
Description: TCC completo
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account