A qualidade de vida do estudante de educação física: análise a partir do lazer e atividade física

A qualidade de vida do estudante de educação física: análise a partir do lazer e atividade física

Author Réa, Marcela Campos Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Oliveira, Nara Rejane Cruz de Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Abstract Na juventude, o ingresso e a permanência no Ensino Superior, especialmente no de natureza pública, representam uma transição significativa na vida. Esse processo de transição é complexo, multidimensional e precisa ser compreendido. Este conjunto de fatores pode prejudicar a saúde e a qualidade de vida do estudante. Dessa forma, essa pesquisa define como objetivo geral investigar a saúde e qualidade de vida de estudantes universitários do curso de Educação Física. O estudo sustenta a hipótese de que com as demandas da vida universitária há uma diminuição no nível de atividade física e lazer, juntamente com o aumento do estresse e ansiedade dos estudantes universitários. Trata-se de um estudo transversal, descritivo, de natureza quantitativa. A amostra é intencional e composta por estudantes dos quatro anos de um curso de Educação Física. Como instrumentos foram utilizados questionários de avaliação da Qualidade de Vida; Depressão, Ansiedade e Estresse; Atividade Física e Hábitos de Lazer. A avaliação do nível de atividade física constatou um elevado nível de atividade física em todos os anos de graduação. Os hábitos de lazer tiveram melhores médias no componente hedonista, em todos os anos, seguidos de lúdicos e instrutivos. A média ± desvio padrão máxima atingida foi de 2,76 (± 0,67). Na escala de depressão, ansiedade e estresse foram encontradas maiores porcentagens na classificação normal/leve. A avaliação da qualidade de vida nos mostra que em todos os anos e em todos os domínios, exceto o domínio social do primeiro ano que apresenta melhor qualidade de vida, ocorreu uma classificação de escore médio. Em contraste com a hipótese concluiu-se os estudantes não demonstraram uma diminuição no nível de atividade física, pelo contrário, se mostraram muito ativos em todos os anos da graduação. As médias dos hábitos de lazer deixam claro que existe um baixo nível de lazer entre os estudantes. Mesmo que a escala de depressão, ansiedade e estresse tenha classificado a maioria dos estudantes dentro de uma faixa de severidade normal/leve, também foram encontrados valores altos em severidade moderada, grave e até muito grave dessas variáveis. Os escores médios da qualidade de vida significam perdas médias de qualidade de vida.

In youth, the entry and permanence in higher education, especially in public, represent a significant life transition. This transition process is complex, multidimensional and needs to be understood. These factors can damage your health and the quality of student life. Thus, this research sets is to investigate the health and quality of life of university students of Physical Education. The study supports the hypothesis that the demands of university life there is a decrease in the level of physical activity and leisure, along with increased stress and anxiety of college students. It is a cross-sectional, descriptive study of a quantitative nature. The sample is intentional and composed of students from four years of Physical Education course. Questionnaires were used as instruments for assessing quality of life; Depression, Anxiety and Stress; Leisure Habits and Physical Activity. Assessment of physical activity level showed a high level of physical activity in all undergraduate years. Leisure habits had better averages in hedonistic component in all years, followed by entertainment and instructive. The mean ± standard deviation maximum reached was 2.76 (± 0.67). On the scale of depression, anxiety and stress higher percentages were found in the normal / mild classification. The assessment of quality of life shows us that in all years and in all areas except the social field the first year that presents better quality of life, there was a mean score rating. In contrast to the hypothesis concluded that the students did not demonstrate a decrease in the level of physical activity, however, were very active in all years of graduation. The average leisure habits make it clear that there is a low level of leisure among students. Even though the scale of depression, anxiety and stress has classified the majority of students within a range of normal / mild severity, high values were also found in moderate, severe and very severe of these variables severity. Mean scores of quality of life mean average losses of quality of life
Keywords Educação superior
Estudantes de ciências da saúde
Qualidade de Vida
Atividade física
Atividades de lazer
Saúde mental
Higher education
Students of health sciences
Quality of life
Physical activity
Leisure activities
Mental health
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-coverage ISS
Language Portuguese
Date 2014-12-10
Published in RÉA, Marcela Campos. A qualidade de vida do estudante de educação física: análise a partir do lazer e atividade física. 2014. 57 f. Trabalho de conclusão de curso de graduação (Educação Física) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2014.
Knowledge area Promoção da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 57 f.
Access rights Open access Open Access
Type Trabalho de conclusão de curso de graduação
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/53227

Show full item record




File

Name: MARCELA RÉA.pdf
Size: 4.291Mb
Format: PDF
Description: TCC completo
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account