Análise do perfil desportivo de nadadores da para-natação da seleção brasileira

Análise do perfil desportivo de nadadores da para-natação da seleção brasileira

Author Moraes, Walkiria Gomes de Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Oliveira Filho, Ciro Winckler Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Abstract O objetivo deste trabalho foi de analisar o perfil de prática deliberada, em horas, de para-nadadores, de modo a quantificar horas despendidas de prática relacionando com a maturação dos voluntários. Este trabalho foi aprovado pelo CEP: 116.075. Foram 20 voluntários do programa da seleção brasileira de para-natação, ambos os sexos, idade entre 16 e 30 anos. Aplicou-se um questionário misto sobre: dados biográficos, prática da para-natação, treinamento, treinamento de musculação, competições, motivação e maturação biológica através da tabela de Tanner. Foi realizada análise descritiva das respostas. Dos voluntários, foram 12 homens e 8 mulheres, 18 tinham deficiência física e 2 com deficiência visual, 40% conheceram a natação através do clube em que praticavam. O tempo de prática foi de 10,6±6,15 anos; sendo 3,8±1,5 horas diárias; número de prática na semana 6,5±1,3. Relacionando anos de prática, horas por dia e quantidade de vezes por semana se tem que a mediana de horas deliberada de prática por estes nadadores é de 10290 horas. Quanto à musculação a mediana de prática deliberada foi de 630 horas e nenhum atleta relatou fazer outro esporte além da para-natação. Os resultados de maturação biológica mostrou que homens atingiram o estágio quatro aos 16,4 anos e nas mulheres aos 12,7 anos. Em virtude do exposto, este trabalho conclui que, os atletas da para-natação da seleção brasileira iniciam no esporte paralímpico de forma tardia, quando comparados aos atletas da seleção de natação convencional. Dessa forma, a participação em campeonatos e a performance ocorrem em processos tardios também, porém estes conseguem ter o acúmulo de horas em prática deliberada semelhante a atletas preditos na literatura (Ericsson et al., 1993), sendo este acúmulo de 10.290 horas de prática deliberada. Quando se relacionou a maturação biológica com a prática deliberada dos para-nadadores do estudo, observou-se que o início da carreira na para-natação entorno dos 15,3 anos nos homens e as mulheres em média dos 14,5 anos, podendo predizer que o início da prática deliberada coincide com as fases sensíveis de desenvolvimento biológico. Por fim, este trabalho traz ferramentas novas para se conhecer o perfil do atleta de para-natação da seleção brasileira quanto à prática deliberada e se faz necessário novos estudos sobre o assunto.

Deliberate practice is given by the accumulation of hours spent in regular practice, intentionally and with goals outlined, in order to achieve high levels of sports performance. The aim of this study was to analyze the profile of deliberate practice, in hours, of paraswimmers, to quantify time spent in practice, relating these data to the maturation of the volunteers, as well as tracing the biographical profile of these. This study was approved by the Ethics Committee in Research of UNIFESP (nº 116075), on 05/10/2012. The study included 20 volunteers from the Brazilian National Para-swimming Team, of both sexes, aged between 16 and 30 years. We applied a mixed questionnaire concerning biographical data, paraswimming practice, bodybuilding training, competitions practice, motivation and biological maturation through a Tanner table. We performed a descriptive analysis of the data obtained and its correlations. Of the volunteers, 12 are men and 8 women, as 18 of these have physical disabilities and 2 have visual impairments, 40% of volunteers first experienced the paraswimming in the club they practiced. The practice time performed by the para-athletes was a mean of 10.6 years (SD ± 6.15), and the average daily hours of sports practice was 3.8 hours (SD ± 1.5), the number of times per week in practice that occurred was an average of 6.5 times (± 1.3). The accumulation of hours of deliberate practice was of 10,290 hours. As for weight training, the median was of 630 practice hours. Results related to biological maturation showed that male volunteers reached stage 4 at 16.4 years, while for female volunteers this milestone occurred at 12.7 years. According to our results, , we can conclude that for the athletes of the Brazilian Para-swimming Team their careers in paralympic sport start late when compared to athletes involved in conventional swimming. Thus, participation in contests and performance also occur late, but these para-athletes can have an accumulation of hours in deliberate practice similar to conventional athletes. The specialization of athletes for para-swimming occurs after or within certain biological markers of adolescence, according to maturational assessment. This work brings new tools to understand the profile of the paraathlete in Swimming Brazilian Team regarding deliberate practice, and new studies on the subject are needed
Keywords Para-natação
Prática deliberada
Nível de experiência
Para-swimming
Deliberate practice
Expertise
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-coverage ISS
Language Portuguese
Date 2013-02-18
Published in MORAES, Walkiria Gomes de. Análise do perfil desportivo de nadadores da para-natação da seleção brasileira. 2012. 58 f. Trabalho de conclusão de curso de graduação (Educação Física) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2013.
Knowledge area Promoção da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 58 f.
Access rights Open access Open Access
Type Trabalho de conclusão de curso de graduação
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/53207

Show full item record




File

Name: WALKIRIA MORAES.pdf
Size: 1.424Mb
Format: PDF
Description: TCC completo
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account