Agressividade Em Meninos E Meninas: Avaliações Feitas Por Mães

Agressividade Em Meninos E Meninas: Avaliações Feitas Por Mães

Author Araujo, Fernanda Ribeiro De Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Monteiro, Nancy Ramacciotti De Oliveira Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Interdisciplinar Em Ciências Da Saúde
Abstract Introduction: Aggressiveness May Be Defined As Any Form Of Behavior Intended To Hurt / Injure A Living Being. It Can Be Differentiated Into Direct Aggressiveness (Manifested By Behaviors With The Use Of Force, Aiming To Physically Harm The Other) And Indirect / Hostile (Subtle And Veiled Behaviors To Inflict Damage On The Inner World Of The Other). Direct Aggression Is More Presented By Boys, While Hostile Is More Commonly Used By Girls. Authors Suggest The Interaction Of Biological, Social And Cultural Factors For The Determination Of These Differences Between The Sexes. The Greatest Demand For School Psychology Services In Brazil Is For School-Age Children With Complaints Of Aggression. Objective: To Describe And Compare The Frequency Of Direct Aggression In Children, Considering: Gender, Age Ranges (7 And 8 Years, 9 And 10 Years) And Parental Styles. Method: Were Investigated 47 Mothers Of Boys And Girls Who Live In A Municipality Of Santos (Sp) That Responded To The Child Behavior Checklist For Ages 6-18,

Introdução: A Agressividade Pode Ser Definida Como Qualquer Forma De Comportamento Destinada A Machucar/Injuriar Um Ser Vivo. Ela Pode Se Diferenciar Em Agressividade Direta (Manifestada Por Comportamentos Com Uso Da Força, Com Objetivo De Machucar Fisicamente O Outro) E Indireta/Hostil (Comportamentos Sutis E Velados, Para Causar Dano No Mundo Interno Do Outro). Agressividade Direta É Mais Apresentada Por Meninos, Enquanto A Hostil É Mais Utilizada Por Meninas. Autores Sugerem A Interação De Fatores Biológicos, Sociais E Culturais Para A Determinação Dessas Diferenças Entre Os Sexos. A Maior Demanda De Serviços Escola De Psicologia No Brasil É De Meninos Em Idade Escolar Com Queixas De Agressividade. Objetivo: Descrever E Comparar A Frequência Da Agressividade Direta Em Crianças, Considerando: Sexo, Faixas De Idade (7e 8 Anos; 9 E 10 Anos) E Estilos Parentais. Método: Foram Investigadas 47 Mães De Meninos E Meninas, Residentes Em Um Município Da Baixada Santista (Sp) Que Responderam Ao Child Behavior Checkli
Keywords Aggressiveness
Behavior Problems
Parenting Styles
Child Development
Agressividade
Problemas De Comportamento
Estilos Parentais
Desenvolvimento Infantil
Language Portuguese
Date 2018-03-19
Research area Ciências Humanas, Sociais E Saúde
Knowledge area Multidisciplinar
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 58 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=6778318
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/53112

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account