Caracterização de parâmetros reprodutivos em um modelo murino de mucopolissacaridose tipo I

Caracterização de parâmetros reprodutivos em um modelo murino de mucopolissacaridose tipo I

Alternative title Characterization of reproductive and fecundity parameters in a murine model of mucopolysaccharidosis type I
Author Mendes, Ana Beatriz Barbosa Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor D'Almeida, Vania Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Psicobiologia
Abstract Mucopolysaccharidosis type I (MPS I) is a lysosomal storage disorder characterised by α-L-iduronidase (IDUA) deficiency. IDUA is responsible for the breakdown of glycosaminoglycans (GAGs), specifically dermatan sulphate and heparan sulphate and, when absent, causes the storage of these GAGs in both intracellular and extracellular compartments of several tissues. Patients with MPS I tend to have a short life expectancy when untreated. However, due to recent therapeutic advancements, many are reaching adult life and may chose to bear children. Therefore, it is relevant that the effects of MPS I on the female reproductive system and function be investigated. Aims: To characterise the female reproductive system and function in a murine model of MPS I. Methods: 3-month-old knockout and wild-type female mice underwent sexual behaviour and open field assays and were later euthanised. 6-month-old mice were also euthanised, but not tested behaviourally. Their reproductive organs and blood were collected. The uteri and ovaries were stained with haematoxylin and eosin and colloidal iron. The sulphated GAGs present in both organs were quantified through a colorimetric assay. Plasmatic steroidal hormones concentrations were determined through ELISA. Results: The knockout females had an equivalent performance to the control females in the sexual behaviour assay. They also presented lower mobility in the open field test when compared to controls. Fibrosis and GAG storage were seen in uterine and ovarian tissue of older knockout mice but were absent in their younger or control counterparts. GAG levels were higher only in the ovary of 3-month-old knockouts. Conclusion: Despite their decreased mobility, MPS I female mice express normal sexual behaviour. While their reproductive organs show severe morphological compromise, especially in older individuals, their sexual hormone production does not seem to be affected.

A mucopolissacaridose do tipo I (MPS I) é uma doença de depósito lisossômico, caracterizada pela deficiência de α-L-iduronidase (IDUA), uma hidrolase lisossômica responsável pela degradação de heparam sulfato e dermatam sulfato. Na MPS I, esses glicosaminoglicanos (GAGs) se acumulam no ambiente intracelular e na matriz extracelular de diversos tecidos. Os pacientes acometidos por esta doença possuem baixa expectativa de vida quando não tratados. Entretanto, com o avanço de técnicas terapêuticas, muitos destes pacientes chegam à vida adulta e podem escolher ter filhos. Sendo assim, é relevante a avaliação dos efeitos da doença sobre o sistema reprodutor feminino e a função reprodutiva. Objetivos: Caracterizar os parâmetros reprodutivos e o comportamento sexual de um modelo murino de MPS I. Métodos: Camundongos fêmeas de 3 meses, knockouts (Idua -/-) e selvagens (Idua +/_), foram submetidos a testes de comportamento sexual e campo aberto e, em seguida, eutanasiados. Foram coletados órgãos reprodutivos e sangue. Camundongos de 6 meses também tiveram seus órgãos reprodutivos extraídos. Úteros e ovários foram corados com hematoxilina e eosina e ferro coloidal ou tiveram seus GAGs sulfatados quantificados por colorimetria. Hormônios esteroides foram dosados no plasma por ELISA. Resultados: As fêmeas knockout tiveram desempenho equivalente às fêmeas controle no teste de comportamento sexual. Entretanto, elas apresentaram menor mobilidade no teste de campo aberto. Não houve diferença entre os grupos no peso corporal ou dos órgãos. A dosagem hormonal também não revelou diferença entre os genótipos. A concentração de glicosaminoglicanos mostrou-se maior nos ovários de animais knockout mais novos. O ovário e útero dos animais de 6 meses apresentaram áreas fibróticas e vacuolização celular, com locais de depósito de glicosaminoglicanos. Conclusões: Apesar de ter efeitos severos na morfologia dos órgãos reprodutivos, a ausência da enzima IDUA, no modelo animal avaliado, não provocou alterações na produção de hormônios esteroides ou no comportamento sexual.
Keywords Fecal Incontinence I
Reproduction
Sexual Behavior
Incontinência Fecal I
Reprodução
Comportamento Sexual
Language Portuguese
Sponsor Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Instituto de Genética e Erros Inatos do Metabolismo (IGEIM)
Associação Fundo de Incentivo à Pesquisa (AFIP)
Date 2018-08-30
Published in MENDES, Ana Beatriz Barbosa. Caracterização de parâmetros reprodutivos em um modelo murino de mucopolissacaridose tipo I. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2018.
Research area As Bases Genéticas Dos Distúrbios Comportamentais
Knowledge area Ciências Da Saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 48 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=6368327
Access rights Open access Open Access
Type Dissertation
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/52890

Show full item record




File

Name: 2018 MENDES, ANA BEATRIZ BARBOSA.Mestrado.pdf
Size: 2.379Mb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account