Exercício físico intenso, ansiedade e bem-estar

Show simple item record

dc.contributor.advisor Antunes, Hanna Karen Moreira [UNIFESP]
dc.contributor.author Silva Neto, Espedito Pereira da [UNIFESP]
dc.coverage.spatial ISS pt_BR
dc.date.accessioned 2020-01-23T13:17:52Z
dc.date.available 2020-01-23T13:17:52Z
dc.date.issued 2011-12-06
dc.identifier.citation SILVA NETO, Espedito Pereira da. Exercício físico intenso, ansiedade e bem-estar. 2011. 35 f. Trabalho de conclusão de curso de graduação (Educação Física) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2011. pt
dc.identifier.uri https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/51835
dc.description.abstract Introdução: A intensidade do exercício físico e a adesão parecem ser parcialmente mediadas pelo afeto, ou seja, maiores intensidades podem acarretar situações menos agradáveis ou desagradáveis no afeto, ocasionando menor adesão e aumento do risco de abandono, pois os indivíduos geralmente escolhem o tipo de exercício que os fazem se sentir-bem. Diminuições de ansiedade estado são associados a aumentos de afeto positivo e consequente melhora no bemestar. Visto que a ansiedade estado exerce influência sobre o bem-estar, nenhum estudo até o momento abordou a relação entre a ansiedade traço (referente à personalidade) e bem-estar, ou seja, se o nível traço de ansiedade de indivíduos pode influenciar a percepção dos mesmos sobre a sensação de bem-estar após uma sessão de exercício físico de moderada ou alta intensidade. Objetivo: Investigar se diferentes níveis de ansiedade-traço de jovens influenciam a sensação de bem estar dos mesmos em resposta ao exercício físico de moderada e alta intensidade. Material e Métodos: Participaram deste estudo 26 voluntários do gênero masculino que foram submetidos a avaliação da ansiedade traço (referente a personalidade), sendo distribuídos em dois grupos distintos de acordo com os resultados, ou seja, GAB (Grupo Ansiedade-Traço Baixa, 0-30) e GAM (Grupo Ansiedade-Traço Média, 31-49). Os dois grupos (GAB e GAM), foram encaminhados a dois protocolos de exercício físico em um cicloergômetro de membro inferior (Lode, Excalibur Sport 925900, Groningen, Netherlands), de maneira semelhante, com intervalo de uma semana entre a execução de cada protocolo. Os protocolos de exercício físicoforam: a) Carga Progressiva até Exaustão Voluntária Máxima (TEmax): b) Teste em carga retangular na intensidade do Limiar Aeróbio (LVI-30); Para cada protocolo, foram respondidos instrumentos que avaliam respostas afetivas (Escala Subjetiva de Experiência em Exercício- SEES) e nível de ansiedade-estado (IDATE). Tais instrumentos foram aplicados nos momentos: antes, imediatamente após, 30’ e 60’ após o término dos protocolos. Resultados/Conclusão: O protocolo de exercício físico moderado se mostrou eficiente uma vez que manteve o bom nível de saúde mental observado nos jovens do presente estudo. O exercício físico intenso foi benéfico para os jovens GAM, através do efeito ansiolítico associado a manutenção do bem-estar, e promoveu piora imediata de bem-estar e recuperação congnitiva em trinta minutos para jovens GAB. Os níveis de ansiedade traço não influenciaram nas respostas dos jovens em relação ao exercício físico uma vez que não houve diferenças entre os grupos pt_BR
dc.description.abstract Introduction:The intensity and adherence appears to be partially mediated byaffect, ie, higher intensities can lead to less pleasant or unpleasant affect, leading to lower compliance and increased riskabandonment, because individuals generally choose the type of exercise that make you feel good. Decreases in state anxiety are correlated with increases in positive affect and consequent improvement in well-being.Since state anxiety influences the well-being, no study to date has addressed the relationship between trait anxiety (related to the personality) and well-being, ie, the trait anxiety level of individuals may influence theon the perception of the same sense of well-being after an exercise session of moderate or high intensity Objective:To investigate whether different levels of trait anxiety influence youth's sense of well being of the same in response to physical exercise of moderate and highintensity.Methods:The studyincluded 26 male volunteers whounderwent assessment of trait anxiety (related to personality), beingdivided into two distinct groups according to the results, ie, GAB (Low-Trait Anxiety Group, 0-30) and GAM (GroupAnxiety-Trait Average, 31-49).The two groups (GAB and GAM), were sent to two exercise protocols on a leg cycle ergometer (Lode, Excalibur Sport 925900, Groningen,Netherlands)similarly, with one week interval between the execution of each protocol. The exercise protocolswere: a) Progressive Load up to maximum voluntary exhaustion (TEmax): b) in rectangular load test on the intensity of the aerobic threshold (LVI-30); For each protocol, were completed instruments to assess affective responses (Scale of Subjective Experience in Exercise-SEES) and level of state anxiety (STAI).These instruments were applied in moments before, after, 30 'and 60' after the end of the protocols.Results / Conclusion:.The protocol ofmoderate physical exercise is efficient because it kept the good level of mental health in young people observed in this study.The intense physical exercise was beneficial for young GAMthrough the anxiolytic associated with maintaining thewell-being, and promoted immediate worsening of well-being and recovery cognitivein thirty minutes for young GAB.The levels of trait anxiety did not influence the response of young people in relation to physical exercise since there were no differences between groups en
dc.format.extent 35 f.
dc.language por pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) pt_BR
dc.rights Acesso aberto pt_BR
dc.subject Ansiedade pt_BR
dc.subject Bem-estar pt_BR
dc.subject Exercício Físico pt_BR
dc.subject Anxiety en
dc.subject Well-Being en
dc.subject Physical Exercise en
dc.title Exercício físico intenso, ansiedade e bem-estar pt_BR
dc.type Trabalho de conclusão de curso de graduação pt_BR
dc.contributor.institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
unifesp.campus Instituto de Saúde e Sociedade (ISS) pt_BR
unifesp.knowledgeArea Promoção da saúde pt_BR
dc.contributor.authorLattes http://lattes.cnpq.br/6042480432626869 pt_BR
dc.contributor.advisorLattes http://lattes.cnpq.br/1464519773053362 pt_BR
dc.contributor.advisor-co Miranda, Rafael Eduardo Eustórgio Pinheiro Chagas
dc.contributor.advisor-coLattes http://lattes.cnpq.br/6781802136318215 pt
unifesp.departamento Ciências do Movimento Humano pt_BR
unifesp.graduacao Educação Física pt_BR
dc.description.embargo 2016-12-06



File

Name: ESPEDITO NETO.pdf
Size: 525.7Kb
Format: PDF
Description: TCC completo
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search


Browse

Statistics

My Account