Para além da prevenção combinada: conhecimentos e significações de universitários sobre vulnerabilidades ao HIV/AIDS

Para além da prevenção combinada: conhecimentos e significações de universitários sobre vulnerabilidades ao HIV/AIDS

Author Feitosa, Eloísa Mendes Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Zihlmann, Karina Franco Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Abstract Introdução: apesar dos avanços nos últimos 30 anos quanto às concepções e prevenção acerca do HIV/Aids, recentemente, no cenário brasileiro os aspectos epidemiológicos apresentam um recrudescimento desta epidemia, principalmente entre jovens, notadamente entre homens que fazem sexo com outros homens (HSH) e com boa escolaridade. A atual política do Ministério da Saúde foca na prevenção combinada, entretanto há necessidade de se investigar se essas políticas são de fato acessíveis e efetivas para jovens universitários. ​Objetivos: investigar conhecimentos e significados de jovens universitários quanto ao diagnóstico e tratamento do HIV/Aids, bem como quanto às políticas atuais de prevenção combinada e, além disso, identificar práticas e concepções cotidianas, buscando compreender e evidenciar a lógica que motiva comportamentos de adesão ou não à prevenção ao HIV/Aids. ​Método: foi realizada uma pesquisa qualitativa, com grupos focais e entrevistas semiestruturadas em uma amostra de conveniência de 23 estudantes matriculados em cursos de graduação da UNIFESP- Campus Baixada Santista. Os participantes foram distribuídos em quatro grupos focais, de acordo com o sexo, orientação sexual e contato prévio com a temática. Um participante de cada grupo focal foi entrevistado individualmente para aprofundamento. Os dados dos grupos focais e entrevistas foram categorizados pelo método de Análise de Conteúdo temática. Todos os participantes assinaram um TCLE conforme a Resolução 466/12 do CNS. O projeto foi aprovado pelo CEP-UNIFESP sob número CAAE 7526418.6.0000.5505 e parecer número 2.607.801. ​Resultados e discussão: identificou-se que o grupo de HSH conhecia mais sobre a trajetória histórica de enfrentamento ao HIV/Aids, mas a maioria dos grupos possuía pouco conhecimento sobre aspectos atuais do diagnóstico, tratamento e prevenção combinada. Foram observados conceitos e comportamentos muito atrelados aos tradicionais papéis de gênero. Destaca-se a necessidade de discussão articulada entre questões de gênero e sexualidade e a prevenção de infecções sexualmente transmissíveis (IST/Aids), considerando diferentes formas de vivenciar e significar a sexualidade, bem como uma reflexão sobre a busca do prazer na contemporaneidade, ponderando que os métodos de prevenção às IST/Aids possam ser vistos como possíveis “limitadores do prazer”. Os participantes revelaram que o contexto universitário pode favorecer diferentes níveis de vulnerabilidades, visto que os estudantes ficam distantes de seus familiares e vínculos sociais originais, bem como expostos a situações de uso e abuso de substâncias. Além disso, no geral, os grupos apontaram a necessidade premente de ações de formação consistentes e contínuas no contexto universitário, apontando para um lapso no qual a falta dessas ações caracteriza uma condição de vulnerabilidade programática. ​Considerações finais: ​identificaram-se demandas de formação e construção de ações de cuidado em saúde na área de forma efetiva e contínua, favorecendo com que o espaço universitário seja, não apenas um espaço de formação, mas também de exercício de cidadania e cuidado em saúde. Além disso, evidencia-se a necessidade de construção de políticas que dialoguem com a necessidade dos jovens universitários de forma interdisciplinar e intersetorial.

Introduction: Despite the advances in the last 30 years regarding the conceptionand prevention about HIV/Aids, recently, in the Brazilian scenario, the epidemiological aspects show a resurgence of this epidemic, especially among young people, especially among men who have sex withmen (MSM). and with good education. The current policy of the Ministry of Health focuses on combined prevention, however there is a need to investigate whether these policies are in fact accessible and effective for young college students. Objectives:Toinvestigate knowledge and meanings of young university students regarding the diagnosis and treatment of HIV/Aids, as well as current policies for combined prevention, and to identify daily practices and conceptions, seeking to understand and highlight the logic that motivates adherence behaviors or not to HIV/Aids prevention. Method:A qualitative research was conducted with focus groups and semi-structured interviews in a convenience sample of 23 students enrolled in undergraduate courses at UNIFESP-Campus Baixada Santista. Participants were divided into four focus groups according to gender, sexual orientation and previous contact with the theme. One participant from each focus group was interviewed individually for further discussion. Data from focus groups and interviews were categorized by the thematic content analysis method. All participants signed a consent form according to CNS Resolution 466/12. The project was approved by CEP-UNIFESP under number CAAE 87526418.6.0000.5505 and opinion number 2.607.801. Results anddiscussion: It was found that the MSM group knew more about the historicaltrajectory of coping with HIV/Aids, but most groups had little knowledge about current aspects of diagnosis, treatment and combined prevention. Concepts and behaviors closely linked to traditional gender roles were observed. It highlights the need for articulated discussion between gender and sexuality issues and the prevention of sexually transmitted infections (IST/Aids), considering different ways of experiencing and meaning sexuality, as well as a reflection on the pursuit of pleasure in contemporary times, considering that IST/Aids prevention methods can be seen as possible “pleasure limiters”. Participants revealed that the university context may favor different levels of vulnerability, as students are distant from their families and original social ties, and exposure to situations of substance use and abuse. In addition, in general, the groups pointed to the pressing need for consistent and continuous training in the university context, pointing to a lapse in which the lack of such actions characterizes a condition of programmatic vulnerability. Finalconsiderations: demands were identified for the formation and construction ofhealth care actions in the area in an effective and continuous manner, favoring the university space not only as a space for formation, but also for the exercise of citizenship and health care. In addition, there is a need to build policies that dialogue with the needs of young university students in an interdisciplinary and intersectoral manner
Keywords HIV/Aids.
Prevenção combinada
Sexualidade
Saúde pública
Universitários
HIV/Aids
Combined prevention
Sexuality
Public health
College students
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-coverage Universidade Federal de São Paulo - Campus Baixada Santitsta
Language Portuguese
Date 2019-09-30
Published in FEITOSA, Eloísa Mendes. Para além da prevenção combinada: conhecimentos e significações de universitários sobre vulnerabilidades ao HIV/AIDS. 2019. 107 f. Trabalho de Conclusão de Curso de graduação (Psicologia) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2019.
Knowledge area Psicologia
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 107 f.
Access rights Closed access
Type Trabalho de conclusão de curso de graduação
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/51815

Show full item record




File

Name: monografia_Eloi ... al_completa_com_anexos.pdf
Size: 2.097Mb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account