Aspectos da organização do trabalho e da carga psíquica em professores do ensino médio no serviço público

Aspectos da organização do trabalho e da carga psíquica em professores do ensino médio no serviço público

Author Vieira, Bruna Caroline Guimarães Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Casetto, Sidnei José Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Abstract Na sociedade contemporânea o trabalho é algo central, interferindo diretamente no cotidiano, nas relações econômicas, nas relações de poder, na constituição da identidade e até na saúde física e mental dos trabalhadores. De acordo com a teoria da psicodinâmica do trabalho, todo trabalho envolve sofrimento. Entretanto, nem todo sofrimento é adoecedor; o destino desse sofrimento depende de como a organização do trabalho impacta o aparelho psíquico: se permite a descarga psíquica, realizando uma tarefa que gera prazer, este trabalho é considerado equilibrante; se sobrecarrega a carga psíquica, este trabalho é considerado fatigante, podendo levar ao adoecimento. A organização do trabalho se refere à divisão do trabalho, ao conteúdo da tarefa, ao sistema hierárquico, às modalidades de comando, às relações de poder, às questões de responsabilidade etc. Os professores do serviço público são uma categoria com números significativos de afastamento por adoecimento. De acordo com o Censo Escolar e o PNAD do ano de 2009, 82,4% dos professores atuam em escolas públicas. No ensino médio, de acordo com dados do MEC/INEP de 2010, 76,37% dos professores estão atuando na rede estadual, rede esta que comporta também o maior número de alunos de todo o país, 85,87%. Os professores no ensino médio dão aula para 11 turmas em média, e 44,5% trabalham em mais de uma escola, de acordo com os microdados do Censo Escolar/ INEP de 2009. Uma jornada de trabalho ampliada e baixa remuneração são características marcantes dessa categoria, que pode estar mais vulnerável ao adoecimento. Essa pesquisa pretende investigar aspectos da organização do trabalho do ensino médio do serviço público estadual que sejam equilibrantes e fatigantes da carga psíquica de professores, e as possíveis estratégias defensivas por eles utilizadas. Para realização desse objetivo foi realizada uma pesquisa qualitativa, na qual foi realizada uma entrevista semi-estruturada com dez professores que atuam no ensino médio no serviço público estadual do estado de São Paulo. Também foi utilizado o Inventário de Trabalho e Riscos de Adoecimento (ITRA), que consiste em um instrumento com quatro escalas interdependentes que avaliam o contexto de trabalho, o custo humano no trabalho, os indicadores de prazer e sofrimento no trabalho e os danos relacionados ao trabalho. As entrevistas e a aplicação do inventário foram feitas no mesmo dia. Os dados foram analisados segundo a teoria da psicodinâmica do trabalho. Os resultados apontaram que os aspectos equilibrantes para os professores são o aprendizado e progresso dos seus alunos; saber que de alguma forma os inspiram; a autonomia no processo de trabalho; a possibilidade de criatividade; a boa relação com a gestão da escola; a boa relação com os colegas de trabalho. Já os aspectos fatigantes para os professores são o desinteresse e indisciplina dos alunos; a falta de recursos para realizar as aulas; a falta de apoio e de reconhecimento do estado; o excesso de cobranças do estado; a extensa carga horária de trabalho. Já as estratégias defensivas identificadas foram: o excesso de produção pela supervalorização do trabalho; a atribuição de todos os problemas da escola aos alunos; individualismo, realizando o trabalho sem relações; a justificação e o não questionamento das regras da organização do trabalho; a abordagem individualizada dos alunos; o não vínculo com os alunos e colegas; a aquisição, com o próprio dinheiro, dos materiais da escola. A correção dos aspectos fatigantes na organização do trabalho dos professores, potencialmente adoecedores exigiria a atuação do estado com criação de políticas públicas, maior investimento na educação, e valorização social do professor.

In contemporary society work is something central, directly interfering with daily life, economic relations, power relations, the constitution of identity and even the physical and mental health of workers. According to the theory of work psychodynamics, every work involves suffering. However, not all suffering is sickening; The fate of this suffering depends about how the organization of work impacts the psychic apparatus: If it allow psychic discharge, performing a task that generates pleasure, this work is considered balancing; If the psychic burden is overloaded, this work is considered stressful and may lead to illness. The organization of work refers to the division of labor, the content of the task, the hierarchical system, the modalities of command, the power relations, the issues of responsibility, etc. Public service teachers are a category with significant numbers of sick leave. According to the 2009 School Census and PNAD, 82.4% of teachers work in public schools. In high school, according to data from MEC/INEP of 2010, 76.37% of teachers are working in the state network, which also has the largest number of students across the country, 85.87%. High school teachers teach an average of 11 classes, and 44.5% work in more than one school, according to the 2009 School Census/INEP microdata. Extended working hours and low pay are hallmarks of this category, which may be turn them more vulnerable to illness than others professionals. This research intends to investigate aspects of the state public high school work organization that are balancing and stressful of the psychic load of teachers, and the possible defensive strategies used by them. To achieve this goal, a qualitative research was conducted, in which a semi-structured interview was conducted with ten teachers who work in high school in the state public service of the state of São Paulo. It was also used the Work Inventory and Illness Risks (ITRA), which consists of an instrument with four interdependent scales that assess the work context, the human cost at work, the indicators of pleasure and suffering at work and the damage related to the job. Interviews and inventory application were done on the same day. Data was analyzed according to the theory of work psychodynamics. The results pointed out that the balancing aspects for teachers are the learning and progress of their students; the knowledge that they somehow inspire them; the autonomy in the work process; the possibility of creativity; the good relationship with the school management; and also, good relationship with coworkers. The stressful aspects for teachers are the students' lack of interest and lack of discipline; the lack of resources to perform the classes; lack of state support and recognition; excessive state charges; and the extensive workload. The defensive strategies identified were: self-intensification due to overvaluation of work; the assignment of all school problems to students; individualism, doing work without relationships; the justification and non-questioning of the rules of work organization; the individualized approach of the students; non-bonding with students and colleagues; and the acquisition, with their own money, of school materials. The potentially harmful stressful aspects’ correction in teachers’ work organization, would demand state’s action with public policies application, higher investment in education and teachers’ social appreciation
Keywords Organização do trabalho
Professor
Serviço público
Ensino médio
Carga psíquica
Psicodinâmica do trabalho
Work
Organization
Teacher
Public service
High school
Psychic burden
Work psychodynamics
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-coverage ISS
Language Portuguese
Date 2019-12-05
Published in VIEIRA, Bruna Caroline Guimarães. Aspectos da organização do trabalho e da carga psíquica em professores do ensino médio no serviço público. 2019. 100 f. Trabalho de conclusão de curso de graduação (Psicologia) - Instituto de Saúde e Sociedade (ISS), Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Santos, 2019.
Knowledge area Psicologia
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 100 f.
Access rights Open access Open Access
Type Trabalho de conclusão de curso de graduação
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/51771

Show full item record




File

Name: Trabalho de Conclusão de Curso - Bruna. G.pdf
Size: 903.0Kb
Format: PDF
Description: tcc completo
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account