Estudo da deformidade torácica e das alterações angulares da coluna vertebral no pós-operatório de artrodese em pacientes com escoliose idiopática

Estudo da deformidade torácica e das alterações angulares da coluna vertebral no pós-operatório de artrodese em pacientes com escoliose idiopática

Author Santos, Mariana de Grande dos Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Vidotto, Milena Carlos Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Abstract Introdução: A escoliose é uma curvatura lateral da coluna vertebral classificada em nãoestrutural ou estrutural, sendo a do tipo idiopática a mais frequente. A forma mais utilizada de avaliação da magnitude e gravidade da curva na prática clínica é através do método de Cobb. Curvas acima de 45 graus medidas pelo método de Cobb devem ser consideradas na indicação do tratamento cirúrgico. Objetivo: Correlacionar no pré e pós-operatório de artrodese para correção de escoliose idiopática as angulações da coluna vertebral e as alterações torácicas. Materiais e Métodos: Foram estudados pacientes portadores de escoliose idiopática com indicação de cirurgia para correção, de ambos os sexos, provenientes do Departamento de Ortopedia e Traumatologia do Hospital Santa Casa de Misericórdia de Santos, mediante os critérios de inclusão e exclusão. No pré-operatório, todos os pacientes foram submetidos a anamnese, avaliação radiográfica, fotogrametria para análise da deformidade torácica utilizando o Software de Avaliação Postural (SAPO). Os pacientes foram reavaliados no 30º dia de pós – operatório. Foram realizadas as correlações entre as alterações no ângulo de Cobb e as alterações torácicas medidas pelo SAPO. Resultados: Foram incluídos no estudo, nove pacientes com media de idade de 15 (DP 3,7) anos, sendo dois do sexo masculino. No pré-operatório houve correlação do Cobb torácico proximal com o ângulo A3 (r = 0,55), do ângulo de Cobb lombar com o ângulo A5 (r = -0,50) e do ângulo de Cobb principal com o ângulo A7 direito (r = -0,66) e esquerdo (r = -0,49). No pós-operatório houve correlação do ângulo de Cobb proximal com os ângulos A1 (r = 0,59) e A4 (r = 0,59), do ângulo de Cobb lombar com o ângulo A6 (r = -0,74) e dos ângulo de Cobb principal e lombar com a distância D1 direita (r = 0,54 e r = 0,52, respectivamente) e esquerda (r= 0,59 e r = 0,69, respectivamente). Conclusões: Nos pacientes avaliados neste estudo foi observada boa correlação do método de Cobb com a fotogrametria pelo Software de Avaliação Postural (SAPO) na avaliação das alterações angulares da coluna vertebral e das alterações da caixa torácica

Introduction: Scoliosis is a lateral curvature of the spine classified as non-structural or structural, being the type most often idiopathic. The most popular way of assessing the magnitude and severity of the curve in clinical practice is through the method of Cobb. Curves above 45 degrees measured by the Cobb method should be considered in the indication of surgical treatment, which is expected to improve gas exchange and respiratory effort that the deformity imposes, besides the improvement of posture correction and chest. Objective: To correlate the preoperative and postoperative arthrodesis for correction of adolescent idiopathic scoliosis angulation of the spine with the thorax. Materials and Methods: We studied patients with idiopathic scoliosis with indication of surgery for correction of both sexes, from the Department of Orthopedics and Traumatology, Hospital Santa Casa de Santos, by the criteria of inclusion and exclusion. Preoperatively, all patients underwent history, radiography, photogrammetry for the analysis of the deformity using the Postural Assessment Software (SAPO). Patients were assessed at 30 days post - op. We performed the correlation between changes in the Cobb angle and the thorax measured by SAPO. Results: The study included nine patients with mean age of 15 (SD 3.7) years, two males. In the correlation of preoperative proximal thoracic Cobb angle with the A3 (r = 0.55), lumbar Cobb angle to angle A5 (r = -0.50) and the main Cobb angle with the A7 right angle ( r = - 0.66) and left (r = -0.49). Postoperatively there was a correlation between the proximal Cobb angle with angles A1 (r = 0.59) and A4 (r = 0.59), lumbar Cobb angle with the angle A6 (r = - 0.74) and the main and lumbar Cobb angle with the right distance D1 (r = 0.54 and r = 0.52, respectively) and left (r = 0.59 and r = 0.69, respectively). Conclusions: In patients evaluated in this study has shown good correlation with the Cobb method for photogrammetric software Postural Assessment (SPA) to assess the changes of spinal angles and changes of the rib cage.
Keywords Fotogrametria
Artrodese
Escoliose
Ângulo de Cobb
Photogrammetry
Arthrodesis
Scoliosis
Cobb angle
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-coverage Santos
Language Portuguese
Date 2010
Published in SANTOS, Mariana de Grande dos. Estudo da deformidade torácica e das alterações angulares da coluna vertebral no pós-operatório de artrodese em pacientes com escoliose idiopática. 2010. 35 f. Trabalho de conclusão de curso de graduação (Fisioterapia) - Instituto de Saúde e Sociedade (ISS), Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Santos, 2010.
Knowledge area Promoção, prevenção e reabilitação em saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 35 f.
Access rights Open access Open Access
Type Trabalho de conclusão de curso de graduação
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/51637

Show full item record




File

Name: TCC_Mariana_Santos.pdf
Size: 629.5Kb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account