Qualidade de vida e aptidão física de idosos praticantes de modalidades esportivas distintas

Show simple item record

dc.contributor.advisor Guerra, Ricardo Luís Fernandes [UNIFESP]
dc.contributor.author Carlos, Eduardo Flosi [UNIFESP]
dc.coverage.spatial ISS pt_BR
dc.date.accessioned 2019-11-25T17:34:43Z
dc.date.available 2023-12-05
dc.date.available 2019-11-25T17:34:43Z
dc.date.issued 2018-12-05
dc.identifier.citation CARLOS, Eduardo Flosi. Qualidade de vida e aptidão física de idosos praticantes de modalidades esportivas distintas. 2018. 43 f. Trabalho de conclusão de curso de graduação (Educação Física) - Instituto de Saúde e Sociedade (ISS), Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Santos, 2018. pt
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/51608
dc.description.abstract Introdução: Nos últimos anos, a parcela da população mundial que mais cresceu foi a idosa e esse número tende a aumentar ainda mais nos próximos anos. Em partes, devido aos avanços na medicina e melhores condições de vida incluindo a possibilidade de prática de atividades físicas, possibilitando que a população idosa envelheça com melhor qualidade de vida. Objetivo: Avaliar e comparar o nível de aptidão física, composição corporal e qualidade de vida em idosos praticantes de diferentes práticas esportivas. Método: trata-se de um estudo transversal, observacional e quantitativo, que foi realizado com 22 homens com idade de 60 e 80 anos, praticantes de três modalidades diferentes (vôlei adaptado (GVA), corrida (GCR) e ciclismo (GC)). Os voluntários foram submetidos a avaliação antropométrica, aplicação de testes para avaliar a aptidão física (flexibilidade, força, coordenação, agilidade e capacidade de caminhada) e questionários para avaliar a qualidade de vida. Utilizou-se o teste de comparação Anova One-way com nível de significância em 5% (p≤ 0,05). Resultados: Os grupos não apresentaram diferenças quanto a medidas antropométricas, composição corporal e aptidão física, porém em relação à qualidade de vida observou-se diferença nos domínios de Estado Geral de Saúde e Saúde Mental quando comparados o GCR (68,67 ± 10,33) x GC (88,71 ± 13,82) e GCR (78,00 ± 5,51) x GVA (88,44 ± 7,33), respectivamente. Conclusão: idosos praticantes de diferentes práticas esportivas não apresentam diferenças em relação a composição corporal e aptidão física, no entanto, quanto a qualidade de vida, ciclistas apresentaram valores melhores no domínio Estado Geral de Saúde do que corredores e, praticantes de vôlei adaptado apresentaram valores melhores no domínio Saúde Mental quando comparados com corredores. pt_BR
dc.description.abstract Introduction: Lately, the world's fastest growing population has been the elderly, and this figure is likely to increase further in the coming years. In parts, due to advances in medicine and better living conditions including the possibility of practicing physical activities, enabling the elderly population to grow older with a better quality of life. Aim: To evaluate and compare the level of physical fitness, body composition and quality of life in elderly people practicing different sports practices. Methods: This was a cross-sectional, observational and quantitative study with 22 men aged 60 and 80 years old, practicing three different modalities (adapted volleyball (GVA), cycling (GC) and street runners (GCR)). Volunteers were submitted to anthropometric evaluation, physical fitness assessment (flexibility, strength, coordination, agility and walking capacity) and questionnaires to evaluate the quality of life. The Anova One-way comparison test was used with a significance level of 5% (p≤0.05). Results: The groups did not present differences regarding anthropometric measures, body composition and physical fitness, however, in relation to quality of life, differences were observed in the General Health and Mental Health domains when compared to GCR (68.67 ± 10, 33) x GC (88.71 ± 13.82) and GCR (78.00 ± 5.51) x GVA (88.44 ± 7.33), respectively. Conclusion: elderly people practicing different sports practices do not present differences in relation to body composition and physical fitness, however, in terms of quality of life, cycling presented better values in the General Health Health domain than street runners, and adapted volleyball practitioners presented values in the Mental Health domain when compared to recreational street runners en
dc.format.extent 43 f. pt_BR
dc.language por pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) pt_BR
dc.rights Acesso restrito pt_BR
dc.subject Idosos pt_BR
dc.subject Qualidade de vida pt_BR
dc.subject Aptidão física pt_BR
dc.subject Esporte pt_BR
dc.subject Elderly en
dc.subject Quality of life en
dc.subject Physical aptitude en
dc.subject Sport en
dc.title Qualidade de vida e aptidão física de idosos praticantes de modalidades esportivas distintas pt_BR
dc.type Trabalho de conclusão de curso de graduação pt_BR
dc.contributor.institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
unifesp.campus Instituto de Saúde e Sociedade (ISS) pt_BR
unifesp.knowledgeArea Promoção da saúde pt_BR
dc.contributor.authorLattes http://lattes.cnpq.br/2494050472098660 pt_BR
dc.contributor.advisorLattes http://lattes.cnpq.br/3856113753837921 pt_BR
unifesp.departamento Ciências do Movimento Humano pt_BR
unifesp.graduacao Educação Física pt_BR



File

Name: EDUARDO CARLOS.pdf
Size: 1.580Mb
Format: PDF
Description: TCC completo
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search


Browse

Statistics

My Account