A Saúde Mental De Trabalhadores Afastados Por Ler/Dort E O Retorno Ao Trabalho

A Saúde Mental De Trabalhadores Afastados Por Ler/Dort E O Retorno Ao Trabalho

Author Fialho, Marciene Campos Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Alencar, Maria Do Carmo Baracho De Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Interdisciplinar Em Ciências Da Saúde
Abstract Objective: To investigate the experiences of leaving and return to work of the subjects affected by RSI /WMSD and to understand the repercussions on mental health. Methods: The study contains three steps. (1) Documentary analysis of medical records opened next to Worker´s Reference Center -CEREST, Santos / SP, from July 1st , 2014 to July 1st , 2015, obtaining the datas: demographic, professional category , situation in the company, clinical diagnoses, among others. Also, the selection of workers who had some established clinical diagnosis for RSI / WMSD, and the lived situation of leaving and return to work. (2) Individual semi-structured interviews were carried out with the selected subjects, based on a pre-elaborated script, where information related to the experiences and feelings regarding leaving and return to work process was obtained, among others. (3) As a complement, semi- structured interviews were carried out with some professionals of reference from the Professional Rehabilitation Program of INSS, from Baixada Santista. Results: In the first step of the study, 502 medical records were analyzed, 47 of which contained records of subjects with established clinical diagnoses for RSI / WMSD. From the interviews of the second stage, five (5) subjects participated aged between 35 and 56 years, completed elementary and middle school education, both genders and from a variety of professions. From the interviews emerged the meanings attributed to the work, reiterating it as a constituent of the identity of the subject, the suffering and illness before the organization of work, the revolt at the humiliations experienced in the INSS and the barriers encountered in the process of return to work, mainly before the companies which are mostly not prepared to receive their employees in this process. The third stage participated five (5) subjects, aged between 31 and 64 years, all of the female gender, varied professions and complete upper level of education. From the interviews have emerged a high demand for the Rehabilitation Program due to the lack of criteria in evaluating the work potential of the workers out of the labor market, the difficulties in relations with medical experts and a disarticulation among professionals and other institutions and / or sectors that interferes in the Program, a concern of the professionals of reference with the return to work when they are not vinculated anymore, about the disrespect to the restrictions, as well as, the helplessness and professional exclusion of the workers.. Final considerations: It can be inferred that the situation of leaving and return to work have direct repercussions on the mental health of workers. Thus, Psychology can act and contribute in several aspects.

Objetivo: Investigar sobre as vivências de afastamento e retorno ao trabalho dos sujeitos acometidos por LER/DORT e compreender as repercussões na saúde mental. Métodos: O estudo contém três etapas. (1) Análise documental de prontuários abertos junto ao Centro de Referência em Saúde do Trabalhador- CEREST, Santos/ SP, no período de 01 de julho de 2014 à 01 de julho de 2015, com obtenção de dados: demográficos, categoria profissional, situação na empresa, diagnósticos clínicos, entre outros. E seleção de trabalhadores que tiveram algum diagnóstico clínico estabelecido para LER/DORT, e a situação vivenciada de afastamento e retorno ao trabalho. (2) Realização de entrevistas semiestruturadas individuais, junto aos sujeitos selecionados, com base em roteiro pré-elaborado onde foram obtidas informações relacionadas às vivências e sentimentos em relação ao afastamento e processo de retorno ao trabalho, entre outras. (3) Como complemento, ocorreu a realização de entrevistas semiestruturadas junto à alguns profissionais de referência do Programa de Reabilitação Profissional do INSS, da Baixada Santista, selecionados aleatoriamente. Resultados: Na primeira etapa do estudo, foram analisados 502 prontuários, nestes, 47 continham registros de sujeitos com diagnósticos clínicos estabelecidos para LER/DORT. Das entrevistas da segunda etapa participaram cinco (5) sujeitos, com idade entre 35 e 56 anos, escolaridade de ensino fundamental e médio completos e de ambos os gêneros e profissões variadas. Das entrevistas surgiram os significados atribuídos ao trabalho reiterando-o como constituinte da identidade do sujeito, o sofrimento e o adoecimento diante da organização do trabalho, a revolta diante das humilhações vivenciadas junto ao INSS e as barreiras encontradas no processo de retorno ao trabalho principalmente diante das empresas que em sua maioria não estão preparadas para receber seus funcionários neste processo. Da terceira etapa participaram cinco (5) sujeitos, com idade entre 31 e 64 anos, todos do gênero feminino, profissões variadas e nível de escolaridade superior completo. Das entrevistas surgiram uma alta demanda para o Programa de Reabilitação, diante da falta de critérios em avaliações do potencial laborativo dos segurados, dificuldades em relações aos médicos peritos e uma desarticulação entre os profissionais e outras instituições e/ou setores que interferem no Programa, ainda, uma preocupação dos profissionais de referência no retorno ao trabalho e em relação ao desrespeito às restrições quando desligados do Programa, bem como, o desamparo e a exclusão profissional dos trabalhadores Considerações finais: Pode-se inferir que a situação de afastamento e retorno ao trabalho têm repercussões diretas na saúde mental dos trabalhadores. Sendo assim, a Psicologia pode atuar e contribuir em diversos aspectos. outras instituições e/ou setores que interferem no Programa, ainda, uma preocupação dos profissionais de referência no retorno ao trabalho e em relação ao desrespeito às restrições quando desligados do Programa, bem como, o desamparo e a exclusão profissional dos trabalhadores Considerações finais: Pode-se inferir que a situação de afastamento e retorno ao trabalho têm repercussões diretas na saúde mental dos trabalhadores. Sendo assim, a Psicologia pode atuar e contribuir em diversos aspectos.
Keywords Cumulative Trauma Disorders
Occupational Health
Psychology
Transtornos Traumáticos Cumulativos
Saúde Do Trabalhador
Psicologia
Language Portuguese
Date 2017-06-29
Research area Ciências Humanas, Sociais E Saúde
Knowledge area Promoção, Prevenção E Reabilitação Em Saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 55p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=5288126
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/50331

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account