Ensaio Clínico Randomizado Sobre O Efeito Do Uso Noturno Da Órtese De Posicionamento De Punho Na Função E Nos Sintomas Da Síndrome Do Túnel Do Carpo

Ensaio Clínico Randomizado Sobre O Efeito Do Uso Noturno Da Órtese De Posicionamento De Punho Na Função E Nos Sintomas Da Síndrome Do Túnel Do Carpo

Author Figueiredo, Danielle Soares Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Tucci, Helga Tatiana Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Interdisciplinar Em Ciências Da Saúde
Abstract Carpal Tunnel Syndrome (CTS) is the neuropathy with the largest prevalence among neura injuries that affect upper extremity. One conservative treatment for CTS is the use of orthosis of wrist in addition to tendon and median nerve gliding exercises. The objective of this study was to compare nocturnal use of two types of wrist orthosis, a commercial and a custom made, in addition to tendon and median nerve gliding exercises in people with mild or moderate CTS. Twenty-four women with CTS, between 24 and 63 years of age, were recruited and randomized into two groups: one group used a commercial wrist orthosis plus exercises performed at home (n=12) and the other used a custom-made wrist orthosis plus exercises at home (n=12). This study was a randomized clinical trial with four stages. Stage included physical evaluation, measures of pinch strength (tip-to-tip and tripod), application o the Boston questionnaire at baseline and subsequent deliver of the orthosis. Stage II included measures of pain score using a Numeric Pain Rating Scale (NPRS) and electromyographic signal of flexor carpi ulnaris and extensor carpi radialis muscles at baseline. Stage III was composed of home treatment and diary data collection. Stage IV included measures of pinch strength, application of Boston questionnaire, NPRS and electromyographic signal data afte 45 days of treatment. Descriptive analysis was performed for all variables. The t-test for independent samples was performed to test differences between the pre-treatment groups, the Chi-square test was used to test clinical variables and the Mann-Whitney test was used to evaluate the data from the dairies. NPRS was assessed by Fisher's exact test and scores o pain intensity were compared by the Mann-Whitney test. Pinch strength, Boston questionnaire and electromyographic activity of flexor carpi ulnaris and extensor carpi radialis were compared by means of ANOVA for repeated measures. The level of significance was set a alpha = 0.05 and the analyzes followed the intention-to-treat principle. NPRS data showed that the custom-made orthosis group had a greater number of participants distributed in the levels of absence of pain and mild pain when compared to the commercial orthosis group After treatment, the two types of orthosis used in addition of tendon and median nerve gliding exercises seemed to increase the tripod pinch, reduce the severity of symptoms and improve functional status. There was a statistically significant reduction in flexor activity at the reach phase in the commercial orthosis group, which may be beneficial for participants. However after treatment, the custom-made orthosis group had better results in reducing pain after performing a functional task. The results of this study showed that the treatments with the two types of orthosis may be effective for the reduction of the severity of the symptoms, improvement of the functional state and increase of the strength of tripod pinch. Future studies in this thematic are important to minimize the limitations presented in this study.

A Síndrome do Túnel do Carpo (STC) é a neuropatia de maior prevalência entre as lesões que acometem o membro superior. Um dos tratamentos conservadores para a STC é o uso da órtese de posicionamento de punho associado com exercícios de deslizamento de tendões e nervo mediano. O objetivo deste estudo foi comparar o uso noturno de dois tipos de órtese para posicionamento de punho, comercial e moldada, em combinação com exercícios para deslizamento de tendões e do nervo mediano em pessoas com síndrome do túnel do carpo grau leve ou moderado. Vinte e quatro mulheres com STC entre 24 e 63 anos de idade foram recrutadas e aleatorizadas em dois grupos: órtese comercial (OC) com exercícios feitos em domicílio (n=12) e órtese moldada (OM) com exercícios feitos em domicílio (n=12). Este estudo é um ensaio clínico aleatorizado, simples-cego, com 4 etapas. A etapa I compreendeu a avaliação física, a mensuração de força das pinças polpa-a-polpa e trípode, a aplicação do questionário de Boston e a subsequente entrega da órtese antes do tratamento. Na etapa II foi mensurada a intensidade da dor pela Escala Visual Numérica de Dor (EVND) e foi feita coleta do sinal eletromiográfico dos músculos flexor ulnar do carpo (FUC) e extensor radial do carpo (ERC) antes do tratamento. A etapa III compreendeu o tratamento domiciliar e as anotações em cartilha durante os 45 dias de tratamento. A etapa IV compreendeu os mesmos procedimentos da etapa II, mensuração das pinças e aplicação do questionário de Boston, porém após 45 dias do tratamento. Análise descritiva foi feita para todas as variáveis. O teste t para amostras independentes foi feito para verificar diferenças entre os grupos no pré- tratamento, o teste Chi-quadrado foi usado para testar variáveis clínicas e o teste de Mann- Whitney para avaliar os resultados da cartilha de anotações diárias. A EVND foi avaliada pelo teste exato de Fisher e os valores das notas de intensidade de dor foram comparadas pelo teste de Mann-Whitney. Os dados de pinças, questionário de Boston e atividade eletromiográfica do FUC e ERC foram comparados por meio da ANOVA para medidas repetidas. O nível de significância foi estabelecido em alfa = 0,05. As análises seguiram o princípio de intenção-de- tratamento. Os dados de EVND mostraram que o grupo OM teve maior número de participantes distribuídas nos níveis de ausência de dor e dor leve quando comparado com o grupo OC. Após o tratamento, foi observado que o uso dos dois tipos de órtese associado a exercícios de deslizamento de tendões e nervo mediano parecem aumentar a força de pinça trípode, reduzir a gravidade dos sintomas e melhorar o estado funcional. Houve redução significativa da atividade do FUC na fase de alcance no grupo OC, o que pode ser benefício do tratamento com órtese comercial. Entretanto, após o tratamento, o grupo OM teve melhores resultados na redução da dor após a realização da tarefa funcional. Os resultados deste estudo mostraram que os tratamentos com os dois tipos de órtese parecem efetivos para a redução da gravidade dos sintomas, melhora do estado funcional e aumento da força de pinça trípode. Futuros estudos delineados nesta temática são importantes para minimizar as limitações apresentadas neste estudo.
Keywords Carpal Tunnel Syndrome
Orthosis
Questionnaire
Pinch Strength
Electromyography
Síndrome Do Túnel Do Carpo
Órteses
Questionários
Força De Pinça
Eletromiografia
Language Portuguese
Date 2017-09-01
Research area Estratégias Interdisciplinares Em Promoção, Prevenção E Reabilitação
Knowledge area Promoção, Prevenção E Reabilitação Em Saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 110p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=5284470
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/50325

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account