Avaliação Dos Efeitos Da Privação Alimentar Sobre O Condicionamento Ambiental Induzido Por Diferentes Drogas De Abuso

Avaliação Dos Efeitos Da Privação Alimentar Sobre O Condicionamento Ambiental Induzido Por Diferentes Drogas De Abuso

Author Hollais, Andre Willian Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Longo, Beatriz Monteiro Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Farmacologia
Abstract Cumulative experimental evidence points to the existence of positive correlation between the exposure to different stressors and increased vulnerability to addiction. There is a need to search for stress markers which more reliably reflect the human condition, in laboratory animal models. Among them food deprivation has been considered. Indeed, it has been demonstrated that food deprivation, followed by exposure to different drugs of abuse is able to enhance and/or facilitate drug dependence in animal models, including the conditioning place preference (CPP) paradigm.In this scenario, the aim of the present study was to investigate the tardive effects of diurnal food deprivation on CPP induced by different drugs with potential for abuse, the front mechanistic approaches, pharmacological and immunohistochemistry. For Swiss mice adult males were deprived of daytime power for 4 days. After 21 days of the end of food deprivation, the animals were conditioned to ethanol, morphine, nicotine or femproporex and submitted to the postconditioning test to evaluate the CPP. Our results indicate that daytime food deprivation was able to induce a greater resistance to extinction CPP ethanol, and potentiate the expression of nicotine-induced CPP and fenproporex. However, seems not to have altered sensitivity to morphine conditioning. The immunohistochemical point of view, the daytime food deprivation protocol was able to induce greater immunoreactivity to c-fos protein in the nucleus accumbens, basolateral amygdala, lateral hypothalamus and ventral tegmental area, immediately after the food deprivation in However, this increased expression was not observed 7, 14 and 21 days after the end of food deprivation. However, the pharmacologically treatment with SB-334867, applied simultaneously to food deprivation regimen was able to prevent the facilitating effects of starvation on the conditioned place preference induced fenproporex. Taken together, our results suggest that daytime food deprivation was able to increase vulnerability to rewarding effects of nicotine and fenproporex, or increase resistance to ethanol extinction of conditioned behavior. However, it seems to have influenced the conditioning to morphine. At the same time, by immunoreactivity to the protein c-fos was evidenced the effective participation of the nucleus accumbens, basolateral amygdala, lateral hypothalamus and ventral tegmental area in the effects of starvation on the place conditioning for different drugs with abuse potential. Furthermore, pharmacological and mechanistic point of view, the administration of the antagonist OX1R receiver, simultaneously to the protocol food deprivation was able to prevent the facilitatory effect of starvation on conditioning a place induced fenproporex, which suggests not only effective participation orexinérgico system in the genesis of such effects, but also seems to reveal the potential therapeutic benefit of SB-334867 in the prevention of the effects of food deprivation on the disorder related to substance use. .

Inúmeras evidências experimentais apontam para a existência de correlação positiva entre a exposição a diferentes estímulos estressores e a maior vulnerabilidade à dependência química. Sob o ponto de vista experimental, a necessidade de estressores que refletissem mais fidedignamente a condição humana em modelos animais de laboratório levou ao estudo de situações aversivas como a privação alimentar. Assim, tem sido demonstrado que a privação alimentar seguida da exposição a diferentes drogas de abuso é capaz de potencializar e/ou facilitar a dependência química em modelos animais, que incluem a preferência condicionada por lugar (CPP). Nesse sentido, o objetivo do presente estudo foi avaliar os efeitos da privação alimentar diurna sobre o condicionamento ambiental induzido tardiamente por diferentes drogas com potencial de abuso, frente as abordagens mecanicista, farmacológica e imuno-histoquímica. Para tanto, camundongos Swiss, machos, adultos foram privados de alimentação diurna durante 4 dias. Passados 21 dias do término da privação alimentar, os animais foram condicionados ao etanol, morfina, nicotina ou femproporex e submetidos ao teste pós-condicionamento para avaliação da CPP.Nossos resultados indicam que a privação alimentar diurna foi capaz de induzir maior resistência à extinção da CPP ao etanol e, potencializar a expressão da CPP induzida por nicotina e femproporex. Contudo, parece não ter alterado a sensibilidade ao condicionamento à morfina. Do ponto de vista imuno-histoquímico, o protocolo de privação alimentar diurna mostrou-se capaz de induzir maior imunorreatividade à proteína c-fos no núcleo accumbens, amígdala basolateral, hipotálamo lateral e área tegmentar ventral, imediatamente após o término da privação alimentar, no entanto, essa maior expressão não foi verificada 7, 14 e 21 dias após o término da privação alimentar.Não obstante, do ponto de vista farmacológico o tratamento com SB-334867, aplicado de forma simultânea ao regime de privação alimentar, foi capaz de prevenir os efeitos facilitadores da privação alimentar sobre a preferência condicionada por lugar induzida por femproporex.Tomados em conjunto, nossos resultados sugerem que a privação alimentar diurna foi capaz de aumentar a vulnerabilidade aos efeitos recompensadores da nicotina e do femproporex, ou mesmo aumentar a resistência a extinção do comportamento condicionado ao etanol. Contudo, parece não ter influenciado o condicionamento à morfina. Paralelamente, por meio da imunorreatividade à proteína c-fos foi evidenciada a efetiva participação do núcleo accumbens, amígdala basolateral, hipotálamo lateral e área tegmentar ventral nos efeitos da privação alimentar sobre o condicionamento por lugar a diferentes drogas com potencial de abuso. Ademais, do ponto de vista farmacológico e mecanicista, a administração do antagonista do receptor orexinérgico (OX1R), simultaneamente ao protocolo de privação alimentar foi capaz de impedir o efeito facilitador da privação alimentar sobre o condicionamento por lugar induzido por femproporex, o que sugere não apenas a efetiva participação do sistema orexinérgico na gênese de tais efeitos, mas parece revelar também o eventual benefício terapêutico do SB-334867 na prevenção dos efeitos da privação alimentar sobre o transtorno relacionado ao uso de substância.
Keywords Food Deprivation
Conditioned Place Preference
Ethanol
Nicotine
Morphine
Femproporex
C-Fos
Orexin
Saúde Mental
Reforma Psiquiátrica
Análise Institucional
Oferta E Demanda
Analisadores
Language Portuguese
Date 2017-03-31
Research area Neuropsicofarmacologia, Neuroplasticidade E Envelhecimento
Knowledge area Fisiologia E Farmacologia
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 89p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=5557652
Access rights Closed access
Type Thesis
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/50076

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account