A Espiritualidade Franciscana Em Quatro Imagens De São Francisco De Assis - A Copresença Da Apresentação Bizantina E Da Representação Na Nova Arte

Show simple item record

dc.contributor.advisor Ferreira, Carolin Overhoff [UNIFESP]
dc.contributor.author Cunha, Sintia Cristina Da [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2019-06-19T14:57:19Z
dc.date.available 2019-06-19T14:57:19Z
dc.date.issued 2017-10-25
dc.identifier https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=5351692 pt
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/50026
dc.description.abstract It is well known that throughout the XIII century Italian painting underwent significant modifications in technical and conceptual terms. A painting inspired by a more incarnate figure concept, arises amidst the artistic context of Byzantine inspiration, aimed at the figuration of the spiritual world. However, the reasons for the flourishing of this "new art" are generally studied in relation to the changes that took place in the secular world, to the detriment of the religious. Therefore, such studies consider the changes from extrinsic factors to that of Christian spirituality, although the Middle Ages, as is also known, was a period immersed in such spirituality. In this way, it is proposed to study the change promoted by Saint Francis of Assisi in the way of experiencing medieval spirituality and how it probably reached artistic sensibility. The study is carried out through the analysis of four images of St. Francis of Assisi in Italy, related to the period in focus, since the saint at the same time that stimulated the representation of nature, had it expressed in his own image, they are: St. Francis in the fresco of the Santuario del Sacro Speco in Subiaco; in the tavola of the Bardi Chapel in Santa Croce in Florence; in the fresco of Cimabue, Our Lady with the child Jesus, four angels and St. Francis, in the lower Basilica of Assisi and, finally, in the fresco of Giotto, The dream of Pope Innocent III, in the upper Basilica of Assisi. Claiming greater emphasis on medieval religiosity in the West, I propose a more careful study of Byzantine participation in the process of artistic transformation. Such a process is usually understood through a logic of "overcoming" the old style that was characteristic of Italian Christian art, until now. However, in this dissertation this logic of "overcoming" will be questioned by the "conformity" between the new pictorial concept and the old style. en
dc.description.abstract É sabido que ao longo do século XIII a pintura italiana passou por modificações significativas em termos técnicos e conceituais. Uma pintura motivada por um conceito de figura mais encarnada, surge em meio ao contexto artístico de inspiração bizantina, voltado para figuração do mundo espiritual. No entanto, os motivos que propiciaram o florescimento desta “nova arte” são estudados, geralmente, em relação às modificações ocorridas no mundo laico, em detrimento do religioso. Logo, tais estudos consideram as modificações a partir de fatores extrínsecos a espiritualidade cristã, embora o medievo, como também é sabido, tenha sido um período imerso em tal espiritualidade. Deste modo, propõe-se estudar a mudança promovida por São Francisco de Assis no modo de vivência da espiritualidade medieval e como esta, provavelmente, alcançou a sensibilidade artística. O estudo se realiza através da análise de quatro imagens de São Francisco de Assis na Itália, relacionadas ao período em foco, posto que o santo ao mesmo tempo que estimulava a representação da natureza, tinha-a expressa na sua própria imagem, são elas: São Francisco de Assis no afresco doSantuario del Sacro Speco em Subiaco; na tavola da Capela Bardi na Santa Croce em Florença; no afresco de Cimabue, Nossa Senhora com o menino Jesus, quatro anjos e São Francisco, na Basílica inferior de Assis e, por fim, no afresco de Giotto, O sonho do Papa Inocêncio III,na Basílica superior de Assis.Reivindicando maior destaque à religiosidade medieval no Ocidente, proponho ainda um estudo mais criterioso sobre a participação do bizantino no processo de transformação artística. Tal processo geralmente é entendido através de uma lógica de “superação” do estilo antigo que era próprio da arte cristã italiana, até o momento. Contudo, no presente trabalho de dissertação esta lógica de “superação” é questionada pela de “conformidade” entre do novo conceito pictórico e o antigo estilo. pt
dc.format.extent 0p.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso aberto
dc.subject Franciscanism en
dc.subject New Art en
dc.subject Byzantine en
dc.subject Philosophy en
dc.subject History en
dc.subject Educação Permanente pt
dc.subject Equipe De Cuidados De Saúde pt
dc.subject Saúde Mental pt
dc.subject Centros De Atenção Psicossocial pt
dc.subject Saúde Pública pt
dc.title A Espiritualidade Franciscana Em Quatro Imagens De São Francisco De Assis - A Copresença Da Apresentação Bizantina E Da Representação Na Nova Arte pt
dc.type Dissertação de mestrado
dc.contributor.institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) pt
dc.identifier.file 2017-0177.pdf
dc.description.source Dados abertos - Sucupira - Teses e dissertações (2017)
unifesp.campus Guarulhos, Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas pt
unifesp.graduateProgram História Da Arte pt
unifesp.knowledgeArea História Da Arte pt
unifesp.researchArea Arte, Política E Filosofia pt



File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search


Browse

Statistics

My Account