O Brincar como recurso de enfrentamento da hospitalização e a visão dos familiares

O Brincar como recurso de enfrentamento da hospitalização e a visão dos familiares

Author Ribeiro, Kamilla Mariano Macedo Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Silva, Carla Cilene Baptista da Autor UNIFESP Google Scholar
Abstract Introdução: O diagnóstico de câncer na infância é devastador para a família e para a criança, assim o brincar apresenta um papel fundamental no enfrentamento da hospitalização e da doença, o que torna relevante compreender como a atividade do brincar contribui com esse processo e qual a visão dos pais frente a esse instrumento. Objetivo: O projeto buscou compreender a percepção dos pais sobre a importância do brincar e das atividades lúdicas propostas pelo Projeto de Extensão da UNIFESP – PROENCC, durante o processo de hospitalização de seus filhos. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa de caráter qualitativo descritivo que foi realizada no ambulatório de oncologia pediátrica na Irmandade Santa Casa da Misericórdia, Santos/ SP (ISCMS), com o uso de entrevistas semiestruturadas realizadas com a amostra de 7 pais de crianças hospitalizadas, com idades entre 5 e 13 anos. Os dados foram categorizados a partir da Analise de Conteúdo temática de Minayo (2010). A pesquisa foi aprovada pelo CEP da UNIFESP, sob número CAEE 83197918.0.0000.5505. Resultados e Discussão: Quanto aos núcleos temáticos que surgiram nas entrevistas sobre o brincar, os pais o analisam de duas maneiras distintas a primeira como sendo atividade que permite o desenvolvimento infantil e a segunda forma como sendo um instrumento de cuidado paliativo, visto que o contexto hospitalar interfere na maneira como os mesmos enxergam o brincar. Com relação ao núcleo temático finais de semana, ficou claro que todos os participantes não concordam que a brinquedoteca fique fechada nos finais de semanas, pois isso gera impactos negativos em seus filhos. Já o núcleo temático referente às atividades propostas pelo projeto de extensão teve como resultado o reconhecimento positivo pelos pais das atividades propostas pelas estudantes aos seus filhos. Considerações finais: As questões trazidas pelos pais a partir das entrevistas, mostraram como o brincar pode ser um recurso fundamental para o enfrentamento da hospitalização, contudo é necessário realizar intervenções em prol dessa atividade, visto que existem momentos em que a criança é privada de brincar, podendo acarretar impactos negativos na criança durante o processo de hospitalização.

Introduction: The diagnosis of cancer in the childhood is devasting for the family and for the child, so the act of playing is a fundamental role in coping hospitalization and disease, which makes it relevant to understand how the play activity contributes to this process and which parents’ view of this instrument. Objetive: The project sought to understand the parents’ perception of the importance for the act of play proposed by the Extension Project of UNIFESPPROENCC during the hospitalization process of their children. Metodology: A descriptive qualitative research was conducted at the pediatric oncology outpatient clinic in the Santa Casa da Misericórdia, Santos/ SP (ISCMS), using semi-structured interviews with a sample of 7 parents of hospitalized children aged between 5 and 13 years. The data were categorized from the Thematic Content Analysis of Minayo (2010). The project was approved by the Research Ethics Committee (CEP UNIFESP) under number CAEE 83197918.0.0000.5505. Results and Discussion: Regarding the thematic nuclei that emerged in the interview about the play activity, the parents analyzed it in two different ways, the first as an activity that allows child development and the second form as an instrument for palliative care, since the context interferes the way how they look at it. About the thematic core weekends, it was clear that all the parents that were interviewed, do not agree that the toy library is closed at the end of the week, as this generates negative impacts on their children. The thematic core the activities proposed by the extension project resulted in the positive recognition by the parents of the activities proposed by the students. Final Considerations: The matters raised by the parents during the interviews showed how the act of playing can be a key resource for coping with hospitalization, however, it is necessary to carry out interventions in favor of this activity, since there are times when the child is deprived of playing, and may have negative impacts, for the child, during the hospitalization process
Keywords Pediatria
Oncologia
Hospitalização
Brincar no Hospital
Terapia Ocupacional
Pediatric
Oncology
Hospitalization
Playing in the hospital
Occupational Therapy
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-coverage Santos
Language Portuguese
Date 2018-12-11
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 47 f.
Access rights Open access Open Access
Type Trabalho de conclusão de curso de graduação
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/49821

Show full item record




File

Name: TCC 2018 KAMILA MARIANO.pdf
Size: 3.447Mb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account