Análise da presença de conflitos de interesses na produção de evidências sobre vegetarianismo

Análise da presença de conflitos de interesses na produção de evidências sobre vegetarianismo

Author Almeida, Iara dos Santos Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Martins, Paula Andrea Autor UNIFESP Google Scholar
Abstract Conflito de interesses pode ser definido como um choque entre os interesses pessoais e as obrigações precípuas de um indivíduo que exerce um cargo de confiança (1) ou, mais especificamente, como um conjunto de condições que fazem com que o julgamento profissional relativo a um interesse primário, como o bem estar do paciente ou a validade de uma pesquisa, tenda a ser afetado impropriamente por um interesse secundário, como ganho financeiro (2). No âmbito da pesquisa científica, o surgimento de conflito de interesses possui grande potencial de incidência, seja incluindo interesses de origem financeira direta ou indireta, ou ainda interesses do tipo prestígio profissional, relações interpessoais, necessidade de afirmação científica sobre determinado assunto, interesses políticos, entre outros. Diversas áreas de pesquisa relacionadas à alimentação são alvo de conflito de interesses, como é possível ser observado acerca dos alimentos ultraprocessados. Estudos internacionais constatam que publicações patrocinadas pela indústria de alimentos ultraprocessados apresentam desfechos favoráveis em quatro a oito vezes mais quando comparados às publicações não patrocinadas pela indústria (3). A influência sobre os resultados pode ser manifestada de diferentes formas, pela omissão ou não consideração de evidências relevantes para afirmações de conclusão ou por conclusões e interpretações de dados baseadas em resultados insuficientes ou pouco expressivos, por exemplo. Para além do patrocínio direto à produção de evidências, há também o financiamento de eventos científicos e das palestras apresentadas nestes, assim como o fornecimento de brindes, de forma a garantir que determinados produtos sejam fornecidos pelo profissional para o paciente ou ao menos vistos em seu ambiente de atendimento (4). Buscando favorecer da indústria da carne, estudos sobre dietas vegetarianas são alvos iminentes de conflito de interesses, uma vez que o número de vegetarianos, somente no Brasil, quase dobrou nos últimos seis anos, subindo de 15,2 milhões em 2012 (5) para mais de 29 milhões em abril de 2018 (6). Como possível causa dessa expansão do vegetarianismo, múltiplas hipóteses podem ser levantadas, como as evidências sobre a associação do consumo de carne ao surgimento de alguns tipos de câncer e à prejuízos ao meio ambiente. Evidências de diferentes grupos de especialistas concluem que o consumo de carne vermelha está relacionado ao aumento do risco de câncer colorretal. O aumento diário de 100 gramas de toda a carne e carne vermelha está associado a um aumento significativo de 12% a 17% para o risco de câncer colorretal. Destaca-se ainda um aumento significativo de 49% de risco de câncer colorretal quando há um aumento diário de 25 gramas de consumo de carne processada (7). De acordo com Springmann et al (8), uma das opções para reduzir os efeitos ambientais dos sistemas alimentares seriam mudanças na dieta para o que os autores consideram escolhas mais saudáveis, uma dieta baseada em plantas. Como exemplos da dimensão da indústria mundial da carne, é possível se observar duas grandes indústrias presentes no Brasil, JBS E BRF. A JBS, empresa produtora de carne com sede no Brasil, atualmente é a maior produtora de carne bovina e frango do mundo, após a aquisição da Seara Brasil em 2013. Entre as dez principais empresas internacionais de alimentos e bebidas, JBS teve um faturamento de 51,5 bilhões de dólares em 2014. Em todo o mundo, a empresa conta com uma capacidade para abater 85 mil cabeças de gado bovino, 70 mil porcos e 12 milhões de aves diariamente. Sua produção é distribuída para 150 países (9). A BRF, fundada em 299 como Brasil Foods após a fusão entre Sadia e Perdigão, obteve um faturamento de 12,4 bilhões de dólares em 2014. A empresa possui 60 instalações industriais no Brasil e está presente em 110 países (9). Evidências, ainda que não oriundas de estudos científicos, possuem impacto direto sobre as escolhas alimentares de indivíduos, como visto em uma pesquisa do instituto DataFolha onde cerca de 30% da população paulista consumidora de carne declarou ter diminuído seu consumo após investigação da Polícia Federal que levou a público fraudes na qualidade de carnes comercializadas pelas maiores empresas do ramo (10).
Keywords conflito de interesses
vegetarianismo
estado nutricional
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-coverage Instituto de Saúde e Sociedade (ISS)
Language Portuguese
Date 2018-12-12
Published in ALMEIDA, Iara dos Santos. Análise da presença de conflitos de interesses na produção de evidências sobre vegetarianismo. 2018. 8 p. Trabalho de conclusão de curso (Graduação - Nutrição) -- Instituto Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2018.
Knowledge area Nutrição
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 08 p.
Access rights Closed access
Type Trabalho de conclusão de curso de graduação
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/49763

Show full item record




File

Name: IaraAlmeida ResumoExpandido 2018.pdf
Size: 166.2Kb
Format: PDF
Description: Resumo Expandido TCC
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account