Ultrassom de ênteses em pacientes com espondilite anquilosante: um estudo comparativo com indivíduos saudáveis

Ultrassom de ênteses em pacientes com espondilite anquilosante: um estudo comparativo com indivíduos saudáveis

Author Narimatsu, Suellen Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Natour, Jamil Natour Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Ciências da Saúde Aplicadas à Reumatologia
Abstract Objetivos: Comparar os achados de ultrassom (US) de ênteses entre indivíduos saudáveis e pacientes com espondilite anquilosante (EA), e avaliar a associação e correlação dos achados do US das ênteses com variáveis clínicas, funcionais e laboratoriais nos pacientes com EA. Material e método: Foram avaliados em um corte transversal 50 pacientes com EA e 30 indivíduos saudáveis. Foram avaliadas as seguintes ênteses: tríceps braquial, quadríceps femoral, tendão patelar proximal, tendão patelar distal, tendão calcâneo e fáscia plantar. A avaliação clínica dos pacientes incluiu escala visual analógica (EVA) para dor, edema da êntese e avaliação global (do paciente e do médico), cálculos BASDAI, BASFI, BASMI, HAQ-S, ASDAS-VHS e índice clínico de entesite SPARCC (Spondyloarthritis Research Consortium of Canada Enthesitis Index). O US foi realizado bilateralmente por dois radiologistas com experiência em exame músculoesquelético, ambos ?cegos? para os achados clínicos e baseado no índice de entesite MASEI (Madrid Sonographic Enthesis Index) total e a análise dos seus subitens (bursite, calcificação, erosão, power Doppler, espessamento, alteração estrutural). Para isso foi utilizado o aparelho Esaote MyLab60 equipado com um transdutor linear com frequência de 6-18 MHz. Resultados: Foram avaliadas pelo US 960 ênteses de uma amostra total na qual 63 eram homens (78,75%) e 17 mulheres (21,25%). A média de tempo de doença foi de 11,11 (+ 6,76) anos. A comparação da média do MASEI entre os grupos (16,32 + 11,22 / 10,70 + 5,27) não mostrou diferença estatística (p=0,063). Houve diferença estatística entre os grupos para a detecção de erosão em êntese de calcâneo: 17 pacientes e 0 saudáveis (p<0,001); para erosão e espessamento de fáscia plantar: 7 pacientes e 0 saudáveis (p=0,046) e 38 pacientes e 9 saudáveis (p=0,002) respectivamente. Esse último apresentou razão de chances de 3,47 (p=0,03) de pertencer ao grupo EA, segundo a regressão logística. A presença de calcificação em êntese de quadríceps femoral também foi estatisticamente diferente entre os grupos: 41 pacientes e 7 saudáveis, com p=0,001e razão de chances de 5,26. Não houve diferença entre os grupos para a avaliação ultrassonográfica das demais ênteses. A associação entre o US de ênteses e os aspectos clínicos, funcionais, e de atividade inflamatória da EA foi pequena. No entanto, o US da êntese do calcâneo teve associação da EVA dor e de edema locais com erosão (p = 0,032 e p = 0,001), power Doppler (p = 0,001 e p < 0,001) e espessamento (p = 0,019 e p = 0,001). Houve associação positiva entre espessamento do tendão e dor para: calcâneo (p = 0,019), fáscia plantar (p = 0,045), quadríceps (p = 0,014). As correlações foram fracas para dor, porém foi boa para a espessura quantitativa do tendão calcâneo e edema local (r = 0,549 e p < 0,001). Conclusão: Ao US, a erosão de calcâneo (tendão e fáscia), o espessamento da fáscia plantar e a calcificação em quadríceps foram as únicas variáveis capazes de diferenciar pacientes com EA de indivíduos saudáveis. A êntese de calcâneo foi a que mais apresentou associação positiva com os dados clínicos. O espessamento foi a variável ultrassonográfica que mais apresentou associações e correlações com dor local.
Keywords ultrassom ênteses
entesite
espondilite anquilosante
indivíduo saudáveis
associação clínica
ultrassom calcâneo
Language Portuguese
Date 2014-05-22
Published in NARIMATSU, Suellen. Ultrassom de ênteses em pacientes com espondilite anquilosante: um estudo comparativo com indivíduos saudáveis. 2014. 96 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2014.
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 96 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=1606982
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/49018

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account