Avaliação da associação entre síndrome metabólica e comprometimento cognitivo em uma coorte de longevos

Avaliação da associação entre síndrome metabólica e comprometimento cognitivo em uma coorte de longevos

Author Hashimoto, Vanessa Akemi Moromizato Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Almada Filho, Clineu de Mello Almada Filho Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Tecnologias e Atenção à Saúde
Abstract Introdução: O envelhecimento populacional proporciona um aumento na prevalência de comprometimento cognitivo (CC), tornando-se necessário o estudo de condições e de fatores de risco que possibilitem um diagnóstico precoce e que permitam sua prevenção ou atenuem seu desenvolvimento. Alguns estudos sugeriram ser a Síndrome Metabólica (SM) um fator de risco para o CC, embora não haja um consenso entre as publicações existentes. Objetivo: Testar a hipótese de uma associação entre SM e CC em uma coorte de idosos longevos. Material e Método: Estudo analítico transversal realizado na coorte do Projeto Longevos da Disciplina de Geriatria ? UNIFESP. A SM foi definida pela presença de três ou mais dos seguintes componentes: circunferência abdominal (CA) ? 102 cm para homens e ? 88 cm para mulheres; triglicérides (TG) ? 150mg/dL ou em uso de medicação para dislipidemia; HDL colesterol < 40 mg/dL para homens e < 50 mg/dL para mulheres ou em uso de hipolipemiantes; presença de hipertensão arterial sistêmica (HAS) relatada pelo participante ou pelo uso de anti-hipertensivos, glicemia jejum (GJ) ? 100 mg/dL ou pelo uso de medicamento para tratamento de diabetes. O CC foi definido pela presença de pelo menos dois dos seguintes testes alterados: Mini-Exame do Estado Mental (MEEM), Teste do Relógio (TR) e Fluência Verbal (FV). Foi utilizado o teste de qui quadrado para a associação entre SM e CC e o Teste de Análise de Variância (ANOVA) para comparar os testes cognitivos no grupo com e sem SM. Resultados e Discussão: Dentre os 255 longevos, 54,5% apresentavam SM e 30% CC. A média de idade foi de 85,4 anos, sendo 67% do sexo feminino. Não houve associação estatisticamente significante entre SM e CC (p=0,346) e tão pouco entre o desempenho nos testes cognitivos do grupo com e sem SM (MEEM: p = 0,804, FV: p = 0,499, TR: p = 0,760). Conclusão: A síndrome metabólica não esteve associada ao comprometimento cognitivo neste estudo.
Keywords síndrome x metabólica
outros transtornos cognitivos
idoso de 80 anos ou mais
Language Portuguese
Date 2015-08-26
Published in HASHIMOTO, Vanessa Akemi Moromizato. Avaliação da associação entre síndrome metabólica e comprometimento cognitivo em uma coorte de longevos. 2015. 46 f. Dissertação (Mestrado Profissional) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2015.
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 46 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=3263534
Access rights Closed access
Type Dissertação de mestrado profissional
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48926

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account