Efeito de um programa de treinamento resistido progressivo para osteoartrite de mãos: um estudo controlado, randomizado e cego

Efeito de um programa de treinamento resistido progressivo para osteoartrite de mãos: um estudo controlado, randomizado e cego

Author Cabral, Michele Vieira Nery Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Natour, Jamil Natour Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Ciências da Saúde Aplicadas à Reumatologia
Abstract Introdução: Osteoartrite (OA) das mãos é altamente prevalente, afetando 55-70% da população acima de 55 anos, com aumento progressivo proporcional a idade. As articulações interfalângicas (IF) e carpometacarpal (CMC) podem apresentar vários graus de deformidade associada a dor, diminuição da força de preensão palmar e pinça, diminuição da amplitude de movimento e prejuízos funcionais. O tratamento da OA das mãos, baseia-se em condutas puramente sintomáticas. Revisões sistemáticas e meta-análises demonstram o efeito benéfico do exercício pra OA de membros inferiores, no entanto pra OAM o exercício ainda é utilizado baseado em guias de recomendações e estudos de baixa qualidade, não possibilitando a conclusão sobre os efeitos do exercício na dor, função e força na OA das mãos. Objetivo: avaliar a efetividade do exercício resistido progressivo na dor, função e força na OAM. Métodos: diagnóstico de OAM de acordo com ACR de no mínimo 1 ano, idade acima de 55 anos, ambos os gêneros, dor nas articulações IF na escala numérica (END) entre 3-8 cm. Os instrumentos utilizados foram END, AUSCAN, COCHIN, dinamômetro de força de preensão palmar e pinça, escala likert e controle do uso de paracetamol. Um avaliador cego, realizou as avaliações no tempo inicial, 6 e 12 semanas após o início do tratamento. Resultados: Foram entrevistados 87 pacientes, dos quais 60 preenchem os critérios de elegibilidade que foram randomizados em grupo exercício (GE) e controle (GC). Ambos os grupos realizaram uma sessão proteção articular e conservação de energia antes da randomização. O grupo exercício realizou um programa de fortalecimento da musculatura intrínseca das mãos durante 12 semanas. Resultados: os grupos foram homogêneos no tempo inicial, exceto pra as forças de pinça chave para mão não dominante e trípode de ambas as mãos. A comparação entre os grupos utilizando ANOVA de medidas repetidas demonstrou uma diferença estatisticamente significante para o GE no AUSCAN total (p=0,005), dor (p=0,006) e função (0,047), COCHIN p= 0,042 e escala likert com p=0,001. Conclusão: este programa de fortalecimento resistido progressivo foi efetivo na dor, função e satisfação do indivíduo com OA das mãos.
Keywords osteoartrite
treinamento de resistência
mãos/patologia
exercício
função das mãos
Language Portuguese
Date 2015-10-29
Published in CABRAL, Michele Vieira Nery. Efeito de um programa de treinamento resistido progressivo para osteoartrite de mãos: um estudo controlado, randomizado e cego. 2015. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2015.
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=2577088
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48767

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account