Associação entre biomarcadores e cognição na esquizofrenia

Associação entre biomarcadores e cognição na esquizofrenia

Author Asevedo, Elson de Miranda Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Brietzke, Elisa Macedo Brietzke Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Psiquiatria e Psicologia Médica
Abstract Os estudos que compõem esta dissertação tiveram como objetivo avaliar possíveis biomarcadores relacionados com a neuroplasticidade na esquizofrenia, especificamente em aspectos relacionados ao desempenho cognitivo. Embora a presença de déficits cognitivos na esquizofrenia tenha sido amplamente documentada a neurobiologia subjacente a essas alterações ainda é pouco estudada. O primeiro estudo investigou o papel do BDNF, dos marcadores de estresse oxidativo e das quimiocinas no desempenho cognitivo de portadores de esquizofrenia. A análise intergrupos mostrou aumento dos níveis de BDNF e decréscimo dos níveis de TBARS no grupo da esquizofrenia comparado com os controles saudáveis. Quando examinamos somente o grupo dos portadores de esquizofrenia, foi encontrada uma correlação entre o BDNF e a geração semântica, o que está de acordo com a literatura, que descreve essa associação em indivíduos saudáveis. Também foi evidenciada uma correlação negativa entre o desempenho em teste de memória de trabalho e o marcador de peroxidação lipídica PCC. Quanto às quimiocinas, a CCL-11 foi negativamente correlacionada à memória de trabalho, o que é um achado novo em humanos. No segundo estudo, explorou-se o papel da IL-2 como marcador de gravidade na esquizofrenia, tanto em parâmetros relacionados ao seu curso quanto ao desempenho cognitivo. Os pacientes apresentaram níveis reduzidos de IL-2 quando comparados aos controles saudáveis. Além disso, a IL-2 foi negativamente correlacionada com o escore da subescala de sintomatologia negativa da PANSS. Quanto à cognição, a IL-2 foi positivamente correlacionada com os escores no Span de dígitos e inteligência. Os resultados desses estudos possuem relevância na medida em que contribuem para o conhecimento da neurobiologia da esquizofrenia e abrem caminho para a testagem de medicamentos ou intervenções psicossociais que tenham como objetivo a modulação desses mediadores relacionados à neuroplasticidade para melhorar sintomatologia negativa ou o desempenho cognitivo desses portadores.
Keywords esquizofrenia
cognição
neurotrofinas
mediadores inflamatórios
citocinas
Language Portuguese
Date 2014-05-28
Published in ASEVEDO, Elson de Miranda. Associação entre biomarcadores e cognição na esquizofrenia. 2014. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2014.
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=2059429
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48445

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account