Padrão de drenagem linfática superficial do abdome infra- umbilical após abdominoplastia

Show simple item record

dc.contributor.advisor Nahas, Fabio Xerfan Nahas [UNIFESP] pt
dc.contributor.author Goncalves, Milena Bassalobre [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2018-07-30T11:52:48Z
dc.date.available 2018-07-30T11:52:48Z
dc.date.issued 2014-01-31
dc.identifier https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=978083 pt
dc.identifier.citation GONCALVES, Milena Bassalobre. Padrão de drenagem linfática superficial do abdome infra- umbilical após abdominoplastia. 2014. 93 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2014.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48385
dc.description.abstract Introdução: Ainda não foi mapeado o padrão de drenagem linfática superficial do abdome após a realização de abdominoplastia. O sentido do fluxo linfático em direção aos linfonodos irá orientar a prática da drenagem linfática manual. Objetivo: Mapear o padrão de drenagem linfática superficial do abdome. Material e Métodos: Foram avaliadas 20 mulheres provenientes do ambulatório de parede abdominal do Departamento de Cirurgia Plástica da UNIFESP/EPM. Para avaliar os linfonodos responsáveis pela drenagem linfática superficial do abdome utilizou-se a linfocintilografia com injeção intradérmica de Dextram500 com Tecnécio 99 metaestável em 0,1 ml de soro fisiológico. Os exames foram realizados no pré-operatório, após 30 dias e 06 meses da cirurgia. Resultados: No pré-operatório 100% das pacientes apresentavam o sentido para os linfonodos inguinais como padrão de drenagem linfática superficial do abdome. Após 30 dias e 06 meses, esse resultado foi observado em três pacientes (15%). Duas pacientes (10%) não apresentaram drenagem linfática visualizada e outras duas pacientes (10%) apresentaram dupla drenagem sendo observado os linfonodos inguinais e axilares simultaneamente. O sentido do fluxo linfático para os linfonodos axilares foi observado em 13 pacientes (65%). Conclusão: houve uma alteração no padrão de drenagem linfática superficial do abdome após a abdominoplastia. O padrão predominante foi sentido dos linfonodos axilares. pt
dc.format.extent 93 p.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso restrito
dc.subject drenagem linfática pt
dc.subject infra- umbilical pt
dc.subject abdominoplastia pt
dc.title Padrão de drenagem linfática superficial do abdome infra- umbilical após abdominoplastia pt
dc.type Dissertação de mestrado
dc.contributor.institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) pt
dc.identifier.file 2014-0186.pdf
dc.description.source Dados abertos - Sucupira - Teses e dissertações (2013 a 2016)
unifesp.campus São Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM) pt
unifesp.graduateProgram Cirurgia Translacional pt
unifesp.knowledgeArea Ciências da saúde pt
unifesp.researchArea Medicina pt



File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search


Browse

Statistics

My Account