Inter-relações entre hipoglicemia e disfunção autonômica cardiovascular no diabetes mellitus tipo 1

Inter-relações entre hipoglicemia e disfunção autonômica cardiovascular no diabetes mellitus tipo 1

Author Silva, Ticiana Paes Batista da Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Dib, Sergio Atala Dib Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Medicina Translacional
Abstract Introdução: a hipoglicemia é um dos principais efeitos colaterais da terapêutica com insulina atual nos pacientes com diabetes mellitus e pode limitar a obtenção do bom controle da glicemia. A percepção à hipoglicemia ocorre através dos sintomas autonômicos e é fundamental para o seu tratamento imediato. A ausência destes sintomas aumenta a chance de evolução para hipoglicemia grave. Outro fator preditivo importante de hipoglicemia grave é a neuropatia autonômica cardiovascular (NAC). Objetivos: o presente estudo tem por objetivo analisar as inter-relações entre grau de hipoglicemia e a percepção clínica à hipoglicemia com disfunção autonômica cardiovascular em pacientes com diabetes mellitus do tipo 1 (DM1). PACIENTES E Métodos: a gravidade da hipoglicemia foi analisada através de um escore de hipoglicemia (EH) e os pacientes foram classificados em dois grupos: hipoglicemia ausente/leve e moderada/grave. O grau de percepção a hipoglicemia foi avaliado através do método de Pedersen-Bjergaard classificando os pacientes em 3 grupos: percepção normal a hipoglicemia, percepção alterada a hipoglicemia e percepção ausente à hipoglicemia. A função autonômica cardiovascular foi determinada pelos Testes de Ewing e pelas medidas da variabilidade da frequência cardíaca (VFC) no domínio do tempo e da frequência. NAC incipiente foi definida pela presença de um teste alterado e NAC clínica pela presença de dois testes alterados dentre os 4 testes de Ewing. Alteração da análise espectral foi definida por alteração de ao menos um teste dentre a banda de baixa frequência (BF) e/ou alta frequência (AF). Resultados: a média de idade dos 99 pacientes incluídos foi de 25,8±10,9 anos, duração média do diabetes foi de 12,8±8 anos e a média da HbA1c foi de 8,4±1,3% (68±10,4 mmol/mol). Os pacientes classificados com hipoglicemia moderada/grave apresentaram maior frequência de retinopatia (p=0,03), nefropatia (p=0,001), complicações macrovasculares (p=0,007) e alteração da análise espectral (p=0,027) quando comparados aos pacientes com hipoglicemia ausente/leve. Após ajuste para características clínicas, alteração da análise espectral (OR: 3,85; IC 95% 1,23?12,02; p=0,020), nefropatia (OR: 4,15; IC 95% 1,27?13,54; p=0,018) e complicações macrovasculares (OR: 12,18; IC 95% 1,14?129,84; p=0,038) permaneceram como preditores independentes de hipoglicemia moderada/grave. A prevalência de percepção alterada a hipoglicemia e ausência de percepção à hipoglicemia foi de 28%. O grau de percepção a hipoglicemia mostrou uma relação inversa com a idade (p=0,001), duração do diabetes (p=0,027), número de episódios de hipoglicemia grave (p=0,005) e prevalência de NAC incipiente (p=0,017). Índices da VFC no domínio da frequência (banda de AF (p=0,027) e poder total do espectro (p=0,037) foram menores no grupo com ausência da percepção à hipoglicemia. Conclusão: disfunção autonômica cardiovascular, avaliada através da alteração da análise espectral, foi preditor independente de hipoglicemia moderada/grave. Ainda, houve uma associação inversa entre o grau de percepção a hipoglicemia e a perda da VFC no domínio da frequência. Nesses pacientes a perda da proteção do sistema nervoso parassimpático representa um componente significativo na disfunção autonômica cardiovascular relacionada a hipoglicemia moderada/grave ou assintomática.
Keywords diabetes mellitus tipo 1 hipoglicemia neuropatias diabéticas análise espectral
Language Portuguese
Date 2015-10-29
Published in SILVA, Ticiana Paes Batista da. Inter-relações entre hipoglicemia e disfunção autonômica cardiovascular no diabetes mellitus tipo 1. 2015. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2015.
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=2765470
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48341

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account