Estudo das causas múltiplas de morte na artrite reumatoide

Estudo das causas múltiplas de morte na artrite reumatoide

Author Pinheiro, Frederico Augusto Gurgel Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Sato, Emilia Inoue Sato Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Ciências da Saúde Aplicadas à Reumatologia
Abstract Objetivo: Avaliar as taxas de mortalidade e as causas múltiplas de morte vinculadas à AR no Estado de São Paulo no período de 1996 a 2010. Material e Métodos: Os dados sobre a mortalidade foram fornecidos pela Fundação SEADE sendo selecionadas as declarações de óbito (DO) que contivessem o termo AR em qualquer linha do certificado. Foram selecionados 3.955 DO com menção de AR, sendo avaliadas as taxas de mortalidade por milhão de habitantes. Em relação às causas de morte, foram analisadas as DO com idade de morte acima de 19 anos, sendo descrito um total de 3.938 DO, sendo 1.091 com AR descrita como causa básica (CB) e 2.847 como causa não básica de morte (CNB). Realizou-se análises em relação ao gênero, idade, comparações entre subperíodos 1996 a 2000 e 2006 a 2010, e a razão entre óbitos observados/esperados (razão O/E). P<0,05 foram considerados significantes. Resultados: As taxas de mortalidade padronizadas permaneceram estáveis no período. Dentre as DO, 923 eram do sexo masculino e 3.015 do feminino, com uma razão M:F de 1:3,26. A média de idade de morte tendo AR como CB e CNB foi de 67,12±13,3 e 67,92±13 anos, respectivamente. As principais CNB quando AR como CB foram pneumonia (38,8%), sepse (29,7%), doença intersticial pulmonar (10,9%) e insuficiência cardíaca (IC) (9,1%). Quanto aos subperíodos, observou-se aumento dos casos de doenças infecciosas (pneumonia e sepse) e redução de IC. As CB mais frequentes quando AR esteve relatada como CNB foram relacionadas ao sistema circulatório (35,1%) e respiratório (21,8%). A razão O/E esteve aumentada para sepse, micoses profundas, síndrome de Cushing, doença pulmonar obstrutiva crônica, pneumonia, úlcera de decúbito, artrite piogênica e insuficiência renal. Nos óbitos com idade &#8805; 50 anos, a média de idade foi crescente ao longo dos anos para a população geral (p<0,001 e R=0,993), enquanto que, de forma inesperada, nas DO com menção de AR, a curva foi decrescente (p<0,001 e R=-0,795). Conclusão: A doença cardiovascular permanece como importante causa de óbito na AR, justificando o controle rigoroso dos seus fatores de risco. Pacientes com AR têm apresentado aumento no número de relatos de doenças infecciosas,sugerindo a possibilidade de nexo causal com a intensificação do uso de terapia imunodepressora, conforme últimas diretrizes terapêuticas.
Keywords artrite reumatoide
mortalidade
causas de morte
estatísticas vitais
Language Portuguese
Date 2014-09-25
Published in PINHEIRO, Frederico Augusto Gurgel. Estudo das causas múltiplas de morte na artrite reumatoide. 2014. 115 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2014.
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 115 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=1307887
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48161

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account