Suplementação materna de juçara (euterpe edulis mart): na modulação dos marcadores inflamatórios e da microbiota da prole aos 21 dias de vida

Suplementação materna de juçara (euterpe edulis mart): na modulação dos marcadores inflamatórios e da microbiota da prole aos 21 dias de vida

Author Morais, Carina Almeida Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Pisani, Luciana Pellegrini Pisani Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Interdisciplinar em Ciências da Saúde
Abstract Background. Maternal intake of TFAs in the perinatal period triggers a proinflammatory state and adiposity in offspring. However, phenol compounds contained in fruits are promising modulators of inflammation. Aim. This study investigated the effect of Jussara supplementation in the maternal diet on the development, microbiota and proinflammatory state of the colon in offspring exposed to perinatal TFAs. Methods. On the first day of pregnancy rats were divided into four groups: control diet (C), control diet with 0.5% Jussara supplementation (CJ), diet enriched with hydrogenated vegetable fat, rich in TFAs (T), or T diet supplemented with 0.5% Jussara (TJ) during pregnancy and lactation. Dams’ diets were maintained during pregnancy and lactation. After birth, litter sizes were adjusted to eight pups that remained with the mother. After 21 days, the offspring were decapitated. Trunk blood was collected and centrifuged. The RET, liver, colon and the fecal content were collected. Colon, liver and RET were used for quantification of mRNA relative levels by real-time PCR or perform Western Blotting. The genomic bacterial DNA in gut microbiota was performed by real-time PCR. The carcasses were eviscerated and used to determine lipid and protein content. Results. Maternal intake of TFAs resulted in increased IL-6 in RET and colon, TNF-�� e mRNA TLR-4 no cólon, MyD88 in the liver and a reduction in IL-10/TNF-α ratio and Bifidobacterium spp. in the offspring’s colon. However, Jussara supplementation restored the fecal content of Lactobacillus spp. e Bifidobacterium spp. (TJ vs T), increased colonic ZO-1 mRNA expression (TJ vs T), and decreased MyD88, p-NFkB p65 subunit (TJ e CJ vs T) and TNF-��R1 (TJ e CJ vs C) in the liver. These effects reduced IL-6 and TNF-α in the liver and colon, mRNA expression of IL-6R (CJ e TJ vs T; CJ vs C), TNF-��R1 (CJ e TJ vs T) and TLR-4 (CJ e TJ vs T) in the colon, increased of IL-10 in the RET and IL-10/TNF-α ratio in the liver (TJ vs T). Additionally, the jussara supplementation groups showed similar growth, less weight gain (CJ vs C, T and TJ) and better body composition, reflected by reduced lipid/protein ratio (CJ and TJ vs T) and higher carcass protein (TJ vs T). The jussara supplementation in maternal diet reduced lipids profile and glucose in offspring. Conclusion. The 0.5% Jussara supplementation prevented the adverse effects of TFAs, improved lipid profiles, glucose levels, body composition, restored gut microbiota and reduced low-grade inflammation in 21-day-old offspring via down-regulation of the NFkB signaling pathway. These findings suggests better paracellular barrier and could contribute to reduced inflammation and chronic disease development in later life.

Introdução. Estudos prévios do nosso grupo de trabalho sugerem que a ingestão materna de ácidos graxos trans (AGT) promove aumento da adiposidade e estado próinflamatório na prole. Entretanto, compostos fenólicos presentes em frutos, a exemplo da Juçara, têm sido reportados como promissores na modulação da inflamação e estresse oxidativo em humanos e animais adultos. Objetivo. Investigar o efeito da suplementação materna com a Juçara (Euterpe edulis Mart.) sobre o desenvolvimento, microbiota e estado pró-inflamatório da prole com 21 dias de vida de ratas tratadas com ácidos graxos trans durante a gestação e lactação. Métodos. No primeiro dia de gestação, as ratas foram randomizadas em quatro grupos: dieta controle (C), dieta C suplementada com 0,5% de polpa da Juçara liofilizada (CJ), dieta enriquecida com gordura vegetal hidrogenada, rica em AGT (T) ou dieta T suplementada com 0,5% de polpa da Juçara liofilizada (TJ). As dietas foram mantidas durante todo o período de gestação e lactação. As proles fizeram parte dos grupos de suas respectivas mães e aos 21 dias de vida foram submetidos à eutanásia. O sangue, tecido adiposo retroperitoneal (RET), fígado, cólon e fezes do cólon foram coletados. Foram realizadas dosagens bioquímicas no soro. O cólon, fígado e RET foram utilizados para determinação dos níveis de RNAm por PCR em tempo real ou para realização de Western Blotting. O DNA genômico da microbiota colônica foi determinado por PCR em tempo real. As carcaças foram evisceradas e utilizadas para determinação da gordura e proteína. Resultados. A ingestão materna de AGT resultou em aumento de IL-6 no RET e cólon, TNF-�� e mRNA TLR-4 no cólon, MyDD88 no fígado e redução da relação IL-10/TNF-α e Bifidobacterium spp. no cólon. No entanto, a suplementação com a juçara na dieta materna restaurou Lactobacillus spp. e Bifidobacterium spp. (TJ vs T), aumentou a expressão gênica de ZO-1 no cólon (TJ vs T), reduziu a expressão protéica de MyD88, da subunidade p-NFκBp65 (TJ e CJ vs T) e TNF-��R1 (TJ e CJ vs C) no fígado, o que levou a redução das citocinas pró-inflamatórias IL-6 e TNF-α no fígado e cólon, da expressão gênica dos receptores IL-6R (CJ e TJ vs T; CJ vs C), TNF-��R1 (CJ e TJ vs T) e TLR-4 (CJ e TJ vs T) no cólon, aumento de IL-10 no RET e da relação IL-10/TNF-α no fígado (TJ vs T). Além disso, os grupos que receberam a suplementação com a Juçara na dieta materna apresentaram crescimento semelhante aos demais grupos, com menor ganho de peso (CJ vs C, T e TJ) e melhor composição corporal, refletida pelo menor peso relativo da gordura (CJ e TJ vs C), da relação gordura/proteína (CJ e TJ vs T) e maior proteína da carcaça (TJ vs T). A suplementação com a Juçara na dieta materna também reduziu o colesterol total (CJ e TJ vs T), triacilglicerol (CJ e TJ vs T e C) e glicose (CJ e TJ vs T; Grupo TJ vs C). Conclusão. A ingestão materna de juçara melhora a composição corporal, perfil lipídico, glicose sérica, restaura a microbiota e reduz os marcadores inflamatórios na prole de 21 dias de vida, envolvendo a redução da ativação da via de sinalização do NFκB. Estes resultados sugerem melhor função da barreira intestinal da prole e podem contribuir para o controle da inflamação e prevenção de doenças crônicas na vida adulta.
Keywords trans fat acids
programming
pregnancy
lactation
inflammation
polyphenols
microbiota
ácidos graxos trans
programação metabólica
gestação
lactação
inflamação
polifenóis
microbiota
Language Portuguese
Date 1905-07-07
Published in MORAIS, Carina Almeida. Suplementação materna de juçara (euterpe edulis mart): na modulação dos marcadores inflamatórios e da microbiota da prole aos 21 dias de vida. 2015. 130 f. Dissertação (Mestrado) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Santos, 2015.
Research area Interdisciplinar
Knowledge area Multidisciplinar
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 130 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=2474307
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/47979

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account