Avaliação cognitiva em dependentes de crack internados para tratamento

Avaliação cognitiva em dependentes de crack internados para tratamento

Author Almeida, Priscila Previato de Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Lacerda, Acioly Luiz Tavares de Lacerda Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Psiquiatria e Psicologia Médica
Abstract Cocaine consumption has become a problem worldwide, especially after the emergence of crack, its smoked form. Today the surveys show a significant decrease in consumption in North America, but in Brazil and other countries in South and Central America, the consumption of these substances has increased significantly. There are many advances in research in the areas of neurobiology, neuropsychiatry and neuroimaging that show neuroadaptations from the chronic use of CNS stimulants, such as cocaine, from morphological changes to genetic changes within the so-called brain reward system, modulated primarily by dopamine. Despite this, there are still many controversies regarding the cognitive impairments resulting from the chronic use of substances and the reversibility of these possible deficits. Objective: To evaluate the cognitive functioning of chronic users of crack during early withdrawal and after four weeks of abstinence, comparing with the performance of healthy controls matched by sex, age, economic class and years of schooling. Methods: Fifty-four patients and 35 controls participated in the study. The subjects were evaluated by means of a battery of neuropsychological tests in an interval corresponding to approximately thirty days. The controls were submitted to urine tests for substance detection. RESULTS: The main results showed a loss compared to controls, especially in relation to attention, memory and learning ability, which remained even after the detoxification period corresponding to four weeks. In addition, patients with severe alcohol use performed worse in aspects related to decision making. Conclusions: Despite significant improvement among users, the losses found remained even after a period of four weeks of abstinence when compared with the control group.

O consumo de cocaína se tornou um problema no mundo todo, principalmente após o surgimento do crack, a sua forma fumada. Hoje os levantamentos apontam uma tendência de diminuição significativa no consumo na América do Norte, mas no Brasil e em outros países da Améica do Sul e Central, o consumo dessas substâncias vem aumentando significativamente. Existem muitos avanços nas pesquisas nas áreas de neurobiologia, neuropsiquiatria e neuroimagem que mostram neuroadaptações provenientes do uso crônico de estimulantes do SNC, como a cocaína, desde alterações morfológicas até mudanças genéticas dentro chamado sistema de recompensa cerebral, modulado principalmente pela dopamina. Apesar disso, ainda existem muitas controvérsias em relação ao prejuízos cognitivos decorrentes do uso crônico de substâncias e sobre a reversibilidade destes possíveis déficits. Objetivo: Avaliar o funcionamento cognitivo de usuários crônicos de crack durante abstinência precoce e após quatro semanas de abstinência, comparando com o desempenho de controles saudáveis pareados por sexo, idade, classe econômica e anos de escolaridade. Métodos: Participaram do estudo 54 pacientes e 35 controles. Os sujeitos foram avaliados por meio de uma bateria de testes neuropsicológicos em um intervalo correspondendo a aproximadamente trinta dias. Os controles foram submetidos a testes de urina para detecção de substâncias. Resultados: Os principais resultados encontrados mostraram prejuízos em comparação com os controles, sobretudo em relação a atenção, memória e capacidade de aprendizagem, os quais permaneceram mesmo após o período de desintoxicação correspondente a quatro semanas. Além disso, os pacientes que apresentavam uso considerado grave de álcool tiveram desempenho pior em aspectos relacionados a tomada de decisão. Conclusões: Apesar de significativa melhora entre os usuários, os prejuízos encontrados permaneceram mesmo após um período de quatro semanas de abstinência quando comparados com o grupo controle.
Keywords substance abuse
cocaine
cognition
neurpsychology
dependencia quimica
cocaína
cognição
neuropsicologia
memória
Language Portuguese
Date 2014-09-26
Published in ALMEIDA, Priscila Previato de. Avaliação cognitiva em dependentes de crack internados para tratamento. 2014. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2014.
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=2055184
Access rights Closed access
Type Thesis
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/47885

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account