Avaliação do efeito da menopausa e climatério sobre a representação da mulher na sociedade

Avaliação do efeito da menopausa e climatério sobre a representação da mulher na sociedade

Author Alves, Vuzana Valeska Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Silva, Ivaldo da Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Medicina (Ginecologia)
Abstract Introduction: Deep endometriosis is a frequent gynecological condition that affects Women during the reproductive period, manifesting themselves through dysmenorrhea, Chronic pelvic, deep dyspareunia, infertility, urinary and intestinal disorders. The diagnosis is often late, leading to long periods of suffering, Negative impact on women's quality of life, interfering with the relationship between Family and affective, reducing self-esteem and sexual function. Sexual satisfaction is Important component of quality of life and thorough evaluation is critical to A globalized approach of women with deep endometriosis. Objective: To evaluate sexual satisfaction in women with deep endometriosis.METHODS: A cross-sectional study of 80 women aged 18-50 Years, attended at the Federal University of São Paulo. The patients were divided into Two groups. Group 1 (G1) consisted of 30 patients from the Pelvic Endometriosis of the Department of Gynecology, with suspected diagnosis of endometriosis Deep, subsequently submitted to laparoscopy. Group 2 (G2) was composed of 50 Patients from the Family Planning Sector. In this group, no Patient had a history of dysmenorrhea, dyspareunia, chronic pelvic pain or infertility. In both groups, patients with chronic diseases who Interfere with sex life. Three G1 patients were excluded because they did not present Laparoscopic confirmation of deep endometriosis. The two groups were submitted to Self-applicable Sexual Satisfaction Inventory of GolomboK and Rust (Griss) and Demographic questionnaire. The Griss consists of a questionnaire of 28 questions (4 general And 24 specific), divided into seven aspects of sexual function: frequency of relationships, Sexual satisfaction, sexual communication, sexual aversion, lack of expression of Sensuality, vaginismus and anorgasmia. All the patients signed a Free and informed consent. RESULTS: A statistically significant reduction was observed for the general Health: 29.6% of patients with deep endometriosis referred to it with good or very Good, while 76% of healthy women did so. As regards the assessment of Sexual satisfaction, it was observed that the Griss score for G1 presented a mean of 41.9 + 15.5, whereas G2 presented a lower score (better) of 30.9 + 13.4; P = 0.002. When Griss-specific domains were evaluated, there was no statistically significant difference (G1: 4.52 + 2.5, G2 3.58 + 1.95, p = 0.098), Anorgasmia (G1: 6.22 + 3.45, G2: 4.68 + 3.27, p = 0.062) sexual communication (G1: 2.8 + 2.15; G2: 2.78 + 2.28; P = 0.966) and sexual satisfaction (G1: 5.7 + 3.5, G2: 5.1 + 3.5, p = 0.47). There was Significance for the domains: sexual aversion (G1: 6.04 + 3.23, G2: 4.04 + 3.14, p = 0.012), Vaginismus (G1: 6.04 + 3.06, G2: 4.2 + 3.44, p = 0.019), lack of expression of sensuality (G1: 4.07 + 3.4; G2: 2.04 + 2.49; P = 0.009) and general (G1: 6.52 + 2.99, G2: 4.1 + 3.72, p = 0.006). It was not Correlation was statistically significant when correlated with satisfaction. And general health status in the group of women with endometriosis, as well as When correlating the present pain index and sexual satisfaction. Conclusions: We conclude that women with deep endometriosis are less satisfied In their sexual lives when compared to healthy women.

Introdução: A Endometriose profunda é uma frequente afecção ginecológica que afeta mulheres durante o período reprodutivo, manifestando-se por meio de dismenorréia, dor pélvica crônica, dispareunia de profundidade, infertilidade, alterações urinárias e intestinais. O diagnóstico frequentemente é tardio, levando a longos períodos de sofrimento, promovendo impacto negativo na qualidade de vida das mulheres, interferindo na relação familiar e afetiva, reduzindo a auto-estima e a função sexual. A satisfação sexual é componente importante da qualidade de vida e a minuciosa avaliação é fundamental para uma abordagem globalizada da mulher com endometriose profunda. Objetivo: Avaliar a satisfação sexual em mulheres com endometriose profunda. Métodos: Foi realizado um estudo transversal de 80 mulheres com idade entre 18 e 50 anos, atendidas na Universidade Federal de São Paulo. As pacientes foram divididas em dois grupos. O grupo 1 (G1) foi composto por 30 pacientes do Setor de Algia Pélvica e Endometriose do Departamento de Ginecologia, com diagnóstico suspeito de endometriose profunda, posteriormente submetidas à laparoscopia. O grupo 2 (G2) foi composto por 50 pacientes hígidas provenientes do Setor de Planejamento Familiar. Neste grupo, nenhuma paciente tinha história de dismenorréia, dispareunia, dor pélvica crônica ou infertilidade. Não foram incluídas em ambos os grupos, pacientes com doenças crônicas que pudessem interferir na vida sexual. Foram excluídas 3 pacientes do G1, por não apresentarem confirmação laparoscópica de endometriose profunda. Os dois grupos foram submetidos ao inventário auto-aplicável de Satisfação Sexual de GolomboK e Rust (Griss) e ao questionário demográfico. O Griss consiste em um questionário de 28 perguntas (4 gerais e 24 específicas), dividido em sete aspectos da função sexual: frequência de relações, satisfação sexual, comunicação sexual, aversão sexual, falta de expressão de sensualidade, vaginismo e anorgasmia. Todas as pacientes assinaram termo de consentimento livre e esclarecido. Resultados: Observou-se redução estatisticamente significante para o estado geral de saúde: 29,6% das pacientes com endometriose profunda a referiram com boa ou muito boa, ao passo que 76% das mulheres hígidas assim a classificaram. Quanto à avaliação da satisfação sexual, notou-se que o escore do Griss para o G1 apresentou média de 41,9 + 15,5, ao passo que o G2 apresentou um escore menor (melhor) de 30,9 + 13,4; p=0,002. Quando avaliados os domínios específicos do Griss, não houve diferença estatisticamente significante para frequência de relações (G1: 4,52+2,5; G2 3,58+1,95; p=0,098), anorgasmia (G1: 6,22+3,45; G2: 4,68+3,27; p=0,062) comunicação sexual (G1: 2,8+2,15; G2: 2,78+2,28; p=0,966) e satisfação sexual (G1: 5,7+3,5; G2: 5,1+3,5; p=0,47). Houve significância para os domínios: aversão sexual (G1: 6,04+3,23; G2: 4,04+3,14; p=0,012), vaginismo (G1: 6,04+3,06; G2:4,2+3,44; p=0,019), falta de expressão da sensualidade (G1: 4,07+3,4; G2: 2,04+2,49; p=0,009) e geral (G1: 6,52+2,99; G2: 4,1+3,72; p=0,006). Não foi encontrada correlação estatisticamente significante quando se correlacionou satisfação sexual e estado geral de saúde no grupo de mulheres com endometriose, assim como quando se correlacionou índice de dor presente e satisfação sexual. Conclusões: Concluímos que mulheres com endometriose profunda são menos satisfeitas em suas vidas sexuais quando comparadas às mulheres saudáveis.
Keywords sexuality
healthy women
sexualidade
mulheres saudáveis
Language Portuguese
Date 2014-01-31
Published in ALVES, Vuzana Valeska. Avaliação do efeito da menopausa e climatério sobre a representação da mulher na sociedade. 2014. 48 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2014.
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 48 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=2220813
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/47782

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account