Aspectos psicológicos relacionados à qualidade de vida de crianças com retinopatia da prematuridade

Aspectos psicológicos relacionados à qualidade de vida de crianças com retinopatia da prematuridade

Author Messa, Alcione Aparecida Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Sallum, Juliana Maria Ferraz Sallum Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Oftalmologia e Ciências Visuais
Abstract Objetivo: Avaliar a influência da retinopatia da prematuridade (ROP) na qualidade de vida relacionada à visão em crianças, identificando as implicações psicológicas dos pais/cuidadores em relação à doença ocular de seus filhos, desenvolvendo um plano de condutas profissionais para o tratamento de tais implicações. Métodos: Para o método quantitativo utilizou-se o Questionário de Função Visual Infantil – QFVI – um instrumento de qualidade de vida relacionada à visão em crianças, dividido em seis domínios: Saúde Geral, Saúde da Visão, Competência, Personalidade, Impacto Familiar e Tratamento. Para o método qualitativo utilizou-se entrevista psicológica, orientada por um roteiro prévio. As entrevistas foram transcritas e organizadas em eixos temáticos, analisados segundo a técnica de análise de conteúdo. Os eixos temáticos da entrevista psicológica envolveram o impacto do diagnóstico e compreensão sobre a ROP, adaptação e dificuldades relacionados à doença, mudanças e expectativas quanto ao futuro. A amostra foi constituída por pais de crianças prematuras, até três anos, com diagnóstico de ROP e ausência de sequelas neurológicas (grupo ROP) e pais de crianças até três anos, prematuras, com visão normal (grupo controle) e ausência de outras doenças associadas. Resultados: Participaram da pesquisa 88 indivíduos (43 no grupo caso e 45 no grupo controle). O grupo ROP obteve notas abaixo do grupo controle. Houve redução estatisticamente significante do grupo ROP em comparação ao grupo controle em todos os domínios do QFVI e Índice Geral. O grupo ROP foi dividido segundo a gravidade da doença. As crianças com ROP mais grave apresentaram notas inferiores e redução estatisticamente significante em comparação ao grupo de ROP menos grave no Índice Geral e nos domínios Saúde da Visão e Competência. Os eixos temáticos foram divididos em categorias que agruparam os conteúdos identificados nas entrevistas. As categorias foram exemplificadas com trechos dos discursos. Conclusão: A ROP apresenta impacto na qualidade de vida relacionada à visão em crianças. O impacto do diagnóstico varia de acordo com a expectativa dos pais e a compreensão sobre a doença, sendo amenizado pelo suporte familiar e profissional. As dificuldades são sentidas frente ao posicionamento social da criança e suas limitações de desempenho. Os pais adiam projetos, apresentam insegurança e receio de sequelas futuras. A assistência psicológica pode ocorrer desde o momento do diagnóstico, levando em consideração os significados que a família compartilha, promovendo a adequação de expectativas e priorizando a qualidade de vida da família.
Keywords Quality of life
retinopathy of prematurity
psychology
qualidade de vida
retinopatia da prematuridade
psicologia
Language Portuguese
Date 2013-10-30
Published in MESSA, Alcione Aparecida. Aspectos psicológicos relacionados à qualidade de vida de crianças com retinopatia da prematuridade. 2013. 137 f. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2013.
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 137 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=153693
Access rights Closed access
Type Thesis
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/47656

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account