Matriciamento: dispositivo de educação permanente para a garantia da integralidade do cuidado

Matriciamento: dispositivo de educação permanente para a garantia da integralidade do cuidado

Author Santos, Rosimeire Aparecida Bezerra de Gois dos Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Lima, Laura Camara Lima Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Ensino em Ciências da Saúde
Abstract In early 1970, the Brazilian Government reformed the basic attention to health (ABS). The outpatient model, centered in the medical professional, it moved to a strategy or the family health program (PSF), with new principles as: health promotion, health responsibility for a territory. In January 2008, the core of support for family health (NASF) was created for the expansion, increased resolution and completeness in health care. The NASF was thought of as a specialized rear toward the clinical and educational action in support of teams, using technologies such as: Matrix Support, Expanded Clinic, Unique Therapeutic Project (PTS), Health project in the territory (PST) and continuing education (EP). The research presented here aims to investigate the General theoretical knowledge and practices that the ESF professionals and the NASF associated with the Matrix-based. The specific objectives are: to investigate how the Matrix-based into the daily routine of the professionals and shared construction; besides enabling scientific return for public authorities and contribute to effective public policy. It is descriptive and exploratory study, quantitative approach, with qualitative refinement. Were invited to join the PSF doctors and nurses and all the professionals of the NASF linked the five basic health units (UBS) of the region of Capela do Socorro of Sao Paulo. Data collection took place by questionnaire; It took five dates of 30 minutes each, in five UBS, to perform it. 78:44 professionals participated in the PSF and 34 of the NASF. Descriptive statistics and inferenciais were carried out. The results reveal that 80 of surveyed have graduate degrees, but only 35 are post-graduates in family health, indicating lack of theoretical training. The answers regarding the everyday actions of Matrix-based, indicate the existence of differences between PSF teams and NASF, in particular three concepts: intersectoral approach (32.6 of the PSF against 76.5 of the NASF), Permanent Education (51 of the PSF against 85 of the NASF) and Expanded Clinic (48.8 of the PSF and 79 of the NASF). The differences are smaller with regard to the practice of PTS and discussion of Case, respectively: 76.7 of the PSF and 100 of NASF and 85 of the PSF and 100 of the NASF. There is more consensus when it comes to work. The analysis of qualitative issues have enabled a refinement, giving access to freely meanings assigned to the Matrix-based by groups of subjects and the set of parsed data indicates that the PSF teams tend to organize from a model of ambulatory assistance doctor-centric, while the teams of the NASF are more open to other sectors, knowledge and trading spaces. It was noticed that the Matrix-based can be a good strategy, but still need to make adjustments to make it more compatible with the work of the two teams, for example making the ESF professional agendas, as well as raise the awareness of managers and trainers of universities of the need to expand the vision that they have of the possibilities of sharing knowledge and experiences.

Na década de 1970, o governo brasileiro reformou a Atenção Básica a Saúde (ABS). Do modelo ambulatorial, centrado no profissional médico, passou-se para uma estratégia ou programa de saúde da família (PSF), com novos princípios como: promoção de saúde, responsabilidade sanitária por um território. Em janeiro de 2008, o Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NASF) foi criado para a ampliação, aumento da resolutividade e integralidade dos cuidados em saúde. O NASF foi pensado como retaguarda especializada, voltada para a ação clínica e educativa em apoio às equipes, usando tecnologias tais como: Apoio Matricial, Clínica Ampliada, Projeto Terapêutico Singular (PTS), Projeto de Saúde no Território (PST) e Educação Permanente (EP). A pesquisa aqui apresentada tem como objetivo geral investigar os conhecimentos teóricos e as práticas que os profissionais da ESF e do NASF associam ao matriciamento. Os objetivos específicos são: investigar de que forma acontece o matriciamento dentro da rotina cotidiana dos profissionais e se há construção compartilhada; além de possibilitar retorno científico para o poder público e contribuir para efetivação das políticas públicas. Trata-se de estudo descritivo e exploratório, de abordagem quantitativa, com refinamento qualitativo. Foram convidados a participar médicos e enfermeiros do PSF e todos os profissionais do NASF ligados a cinco Unidades Básicas de Saúde (UBS) da Região da Capela do Socorro do Município de São Paulo. A coleta de dados se deu por questionário; foram necessários cinco encontros de 30 minutos cada, em cinco UBS, para realiza-la. Participaram 78 profissionais: 44 do PSF e 34 do NASF. Foram realizadas estatísticas descritivas e inferenciais. Os resultados revelam que 80% dos pesquisados possuem pós-graduação, mas apenas 35 % são pós-graduados em Saúde da Família, indicando falta de formação teórica específica. As respostas referentes às ações cotidianas de matriciamento, indicam a existência de diferenças entre as equipes PSF e NASF, sobretudo relativamente a três conceitos: Intersetorialidade (32,6% do PSF contra 76,5% do NASF), Educação Permanente (51% do PSF contra 85% do NASF) e Clínica Ampliada (48,8% do PSF e 79% do NASF). As diferenças são menores quanto à prática do PTS e da Discussão de Caso, respectivamente: 76,7% do PSF e 100% do NASF e 85% do PSF e 100% do NASF. Existe mais consenso quando se trata de Trabalho Multidisciplinar. As análises das questões qualitativas permitiram um refinamento, dando acesso aos significados livremente atribuídos ao matriciamento pelos grupos de sujeitos e o conjunto de dados analisados indica que as equipes da PSF tendem a se organizar a partir de um modelo de assistência ambulatorial centrado no médico, enquanto as equipes do NASF estão mais abertas aos outros setores, saberes e espaços de trocas. Percebeu-se que o matriciamento pode ser uma boa estratégia, mas ainda é preciso fazer adaptações que tornem mais compatível o trabalho das duas equipes, por exemplo flexibilizando as agendas dos profissionais ESF, assim como conscientizar os gestores e os formadores das universidades da necessidade de ampliar a visão que eles têm das possibilidades de compartilhamento de saberes e experiências.
Keywords primary care
family health program
continuing education
atenção básica
programa de saúde da família
educação permanente
Language Portuguese
Date 2015-11-30
Published in SANTOS, Rosimeire Aparecida Bezerra de Gois dos. Matriciamento: dispositivo de educação permanente para a garantia da integralidade do cuidado. 2015. 133 f. Dissertação (Mestrado Profissional) - Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2015.
Research area Ensino
Knowledge area Multidisciplinar
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 133 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=3197016
http://www2.unifesp.br/centros/cedess/mestrado/baixada_santista_teses/030_bx_dissertacao_rosimeiresantos.pdf
Access rights Open access Open Access
Type Dissertação de mestrado profissional
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/47610

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account