Escore renal prático e intuitivo para planejamento cirúrgico e previsão de resultados no tratamento de tumores renais: uma nova ferramenta

Escore renal prático e intuitivo para planejamento cirúrgico e previsão de resultados no tratamento de tumores renais: uma nova ferramenta

Author Santos, Matheus Tannus dos Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Ribeiro, Cassio Andreoni Ribeiro Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Medicina (Urologia)
Abstract PRACTICAL AND INTUITIVE SURGICAL APPROACH RENAL RANKING (SARR) TO PREDICT OUTCOMES IN THE TREATMENT OF RENAL TUMORS: A NOVEL SCORE TOOL Introduction: Surgery continues to be the main form of treatment for renal tumors. Objective: Create a more practical and intuitive score for renal tumor classification. Methods: 80 patients underwent surgery for renal tumors and were prospectively enrolled. The tumors were classified using the following variables: (1) tumor size, (2) endophytic or exophytic tumor, (3) longitudinal location of the tumor, (4) the extent of the impairment renal parenchyma, (5) relationship with the renal sinus, (6) anterior or posterior. Results: The mean operative time, tumor size and bleeding increased proportionally to the increased complexity of the tumor measured by scores (p<0.0001, p<0.0001 and p=0.036, respectively). The mean total score was 8.7 points for patients undergoing partial nephrectomy (PN) and 14.4 points for those undergoing radical nephrectomy (RN) (p<0.0001). Larger tumors, completely endophytic, which exceeded the renal medulla and centrally located underwent radical nephrectomy (RN) more often (86.7% - p<0.0001, 64% - p=0.01, 77% - p<0.0001 and 78.9% - p<0.0001, respectively). In univariate analysis, RN was associated with tumors larger than 7 cm (p=0.001), tumors that exceeded the renal medullary (<0.001), centrally located tumors (OR=150 p <0.001) and tumors of high complexity (p<0.001). Analysis showed no association between complications and variables in the score. Conclusion: SARR is a simple, practical and intuitive classification for renal tumors that can be used in the decision-making process and to predict outcomes in the surgical treatment of renal tumors.

Introdução: O manejo cirúrgico permanece como principal forma de tratamento para o tumor renal. Objetivo: Criar um novo escore de classificação do tumor renal mais prático, intuitivo e quantitativo, além de avaliar sua capacidade em predizer resultados e complicações do tratamento cirúrgico do tumor renal. Métodos: 80 pacientes foram submetidos a tratamento cirúrgico para tumores renais e foram estudados prospectivamente. Os tumores foram classificados utilizando as seguintes variáveis: (1) tamanho do tumor; (2) tumor endofítico ou exofítico; (3) localização longitudinal do tumor; (4) extensão do comprometimento do parênquima renal; (5) relação com o seio renal; (6) localização anterior ou posterior. Resultados: As médias do tempo operatório, tamanho do tumor e sangramento estimado aumentavam a medida que aumentava a complexidade do tumor aferida pelo escore com diferença estatisticamente significante, p<0,0001, p<0,0001 e p=0,036, respectivamente. A média da soma total do escore foi de 8,7 pontos para os paciente submetidos a Nefrectomia Parcial (NP) e 14,4 pontos para àqueles submetidos a Nefrectomia Radical (NR) com diferença estatisticamente significante (p<0,0001). Quando avaliadas as variáveis separadamente foi observado que os pacientes com tumores maiores, totalmente endofíticos, que ultrapassavam a medular renal e de localização central eram submetidos mais frequentemente a nefrectomias radicais (86,7% - p<0,0001; 64% - p=0,01; 77% - p<0,0001 e 78,9% - p<0,0001, respectivamente). Na análise univariada, NR estava significantemente associada com tumores maiores que 7cm (OR=16,6 - p=0,001), tumores que ultrapassavam a medular renal (OR=33,75 - p<0,001), tumores de localização central (OR=150 - p<0,001) e com tumores de alta complexidade (OR=39,53 - p<0,001). As análises não mostraram nenhuma associação entre as complicações e as variáveis do escore. Conclusões: O presente escore é uma ferramenta simples, prática e intuitiva para classificação dos tumores renais que pode ser utilizada na programação da decisão cirúrgica, além de predizer resultados e complicações no tratamento cirúrgico do tumor renal.
Keywords kidney tumor
anatomic classification
nephrectomy
tumor renal
classificação anatômica
nefrectomia
Language Portuguese
Date 2016-12-16
Published in SANTOS, Matheus Tannus dos. Escore renal prático e intuitivo para planejamento cirúrgico e previsão de resultados no tratamento de tumores renais: uma nova ferramenta. 2016. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2016.
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=4153935
Access rights Closed access
Type Thesis
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/47139

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account