Associação negativa entre polimorfismos de toll like receptor-4 e espondilite anquilosante

Associação negativa entre polimorfismos de toll like receptor-4 e espondilite anquilosante

Author Machado, Natalia Pereira Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Pinheiro, Marcelo de Medeiros Pinheiro Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Ciências da Saúde Aplicadas à Reumatologia
Abstract Introdução: Mais recentemente, a imunidade inata tem sido implicada na fisiopatogenia da espondilite anquilosante (EA), em especial os aspectos relacionados com a perpetuação da apresentação antigênica e a interação entre os toll-like receptors (TLR) e o HLA-B27. Objetivos: Estudar os polimorfismos de TLR-4 (Asp299Gly e Thr 399Ile) em pacientes com EA, bem como investigar a associação destes achados com a atividade e a gravidade da doença. Pacientes e Métodos: Estudo transversal envolvendo 200 pacientes, com diagnóstico de EA (critérios de Nova Iorque modificados, 1984) e um grupo controle saudável de 200 indivíduos controlados para idade e sexo. Foram excluídos pacientes com infecções e/ ou antibioticoterapia nos últimos 30 dias que antecederam a avaliação. A atividade da doença foi avaliada por meio do BASDAI e ASDAS-VHS e ASDAS-PCR. A capacidade funcional e a gravidade da doença foram medidas pelo BASFI, BASMI e mSASSS, respectivamente. A pesquisa dos polimorfismos do TLR-4 foi realizada por meio da técnica de RFLP. Foram realizadas ainda PCR (reação da cadeia de polimerase) convencional para o HLA-B27 e radiografias da coluna cervical e lombar do grupo de pacientes. A análise estatística incluiu descrição global dos achados, análise inferencial, incluindo testes de correlação, não paramétricos e de associação, bem como modelos de regressão. Utilizou-se o software IBM SPSS Statistics 20 e valores de p menor do que 0,05 foram considerados como significantes. Resultados: A média de idade e o tempo de doença foi de 43,1 e 16,6 anos, respetivamente, com predomínio de homens (71%) e indivíduos não brancos (52%). A positividade para o HLA-B27 foi de 66% da amostra de pacientes. O comprometimento funcional e a atividade de doença foram considerados moderados. Não foi estabelecida associação entre os dois polimorfismos do TLR-4 pesquisados e a susceptibilidade para EA. Conclusão: Os polimorfismos 399 e 299 do TLR-4 não foram mais encontrados em pacientes com EA do que em controles saudáveis e nenhuma das variáveis clínicas se associou com a presença desses polimorfismos.
Keywords espondilite anquilosante
imunidade inata
polimorfismo gênico
toll-like receptor-4
hla-b27
espondilite anquilosante
imunidade inata
polimorfismo gênico
toll-like receptor-4
hla-b27
Language Portuguese
Date 2013-12-18
Published in MACHADO, Natalia Pereira. Associação negativa entre polimorfismos de toll like receptor-4 e espondilite anquilosante. 2013. 49 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2013.
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 49 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=89602
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/46773

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account