Depressão materna e psicopatologia infantilResultados de dois estudos realizados em São Paulo, Brasil

Depressão materna e psicopatologia infantilResultados de dois estudos realizados em São Paulo, Brasil

Author Hoffmann, Elis Viviane Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Mello, Marcelo Feijo de Mello Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Psiquiatria e Psicologia Médica
Abstract Introduction: Depressive disorders are well established as a public health problem. Belonging to the female gender is a risk factor for the disorder, which worsens during the reproductive age. Maternal depression is strongly associated with negative effects on child development and the emergence of mental and behavioral problems in children. Disorders and psychiatric symptoms in these children may persist during adolescence and adulthood, and may be transmitted to future generations. Objective: This thesis describes how maternal depression may play an important role in children's mental health and assesses how a brief psychotherapeutic treatment and the improvement of depression in mothers can influence the course of childhood psychopathology. Method: There are two studies: (1) Follow-up study with 126 children working on a street context, with and without psychiatric problems, participating in a psychosocial project, with a prospective evaluation of mental health, assessed by questionnaire capabilities and difficulties ("Strengths and Difficulties questionnaire" - SDQ). (2) Clinical Randomized trial with 60 dyads, in order to investigate how the effectiveness of a psychotherapeutic brief treatment of mothers with depression as measured by the Hamilton Rating Scale for Depression (HRSD-17), is associated with the reduction of psychiatric symptoms their children, assessed using the Inventory of Child Behaviors ( "Children behavior checklist" -CBCL). Results: The first study shows that the improvement in mental health problems in children on the street, two years after insertion in psychosocial project, is strongly associated with lower levels of depressive and anxiety symptoms in mothers. The second study found that brief treatment and the subsequent improvement of maternal depression are strongly associated with the reduction of psychiatric symptoms in children. This correlation was positive for both mothers remitted depression frame, and for mothers who showed a good response to treatment, measured by a significant decrease in depressive symptoms.Conclusion: This study showed that the improvement of maternal depression resulted in a positive effect on mental health children, even when children do not undergo any treatment. These findings reinforce the importance of identifying and treating depressed mothers in primary care services, which may consequently result in the improvement of psychiatric symptoms in children. The treatment of maternal depression can prevent worsening of psychopathological condition in childhood, the extent of these disorders in adolescence and adulthood, minimizing the risks of a transgenerational process of mental disorders.

Introdução: Os transtornos depressivos são reconhecidos como problemas de saúde pública. Pertencer ao gênero feminino é um fator de risco para o transtorno, que se agrava durante a fase reprodutiva. A depressão materna é fortemente associada a efeitos negativos no desenvolvimento infantil e no surgimento de problemas mentais e comportamentais em crianças. Os transtornos e sintomas psiquiátricos nestas crianças podem perdurar durante a adolescência e a vida adulta, e ainda ser transmitida para as futuras gerações. Objetivo: A presente tese descreve como a depressão materna pode desempenhar um importante papel na saúde mental infantil e avalia como o tratamento psicoterápico breve e a melhora da depressão em mães pode influenciar no curso da psicopatologia infantil. Método: Trata-se de dois estudos: (1) Estudo de seguimento com 126 crianças em situação de rua, com e sem problemas psiquiátricos, procedentes de um projeto psicossocial, com avaliação prospectiva da saúde mental, avaliados através do questionário de capacidades e dificuldades (?Strengths and difficulties questionnaire? - SDQ). (2) Ensaio Clínico Randomizado com 60 díades, com o objetivo de investigar o quanto a eficácia de um tratamento psicoterápico breve de mães com depressão, avaliada através da Escala Hamilton de Depressão (HAM-D), está associada com a redução de sintomas psiquiátricos em seus filhos, avaliados através do Inventário de Comportamentos de Crianças (?Children behavior checklist? -CBCL). Resultados: O primeiro estudo nos mostrou que a melhora nos problemas de saúde mental em crianças em situação de rua, dois anos após inserção em projeto psicossocial, está fortemente associada a baixos níveis de sintomas depressivos e ansiosos nas mães. O segundo estudo constatou que o tratamento breve e a consequente melhora da depressão materna, estão fortemente associados à redução de sintomas psiquiátricos em crianças. Essa correlação se mostrou positiva tanto para mães que remitiram do quadro de depressão, quanto para mães que apresentaram uma boa resposta ao tratamento, medida através da expressiva diminuição nos XII sintomas depressivos. Conclusão: O estudo aponta que a melhora do quadro de depressão materna, resultou em um efeito positivo na saúde mental os filhos, mesmo quando as crianças não passam por nenhum tipo de tratamento. Esses achados reforçam a importância da identificação e tratamento de mães deprimidas nos serviços de atenção primária, que podem consequentemente resultar na melhora dos sintomas psiquiátricos em crianças. O tratamento da depressão materna pode prevenir o agravamento do quadro psicopatológico na infância, a extensão desses transtornos para a adolescência e vida adulta, minimizando os riscos de um processo transgeracional dos transtornos mentais.
Keywords depression
maternal depression
pediatric psychopahology
depressão
depressão materna
saúde mental materna
psicopatologia infantil
intervenção
Language Portuguese
Date 2016-01-07
Published in HOFFMANN, Elis Viviane. Depressão materna e psicopatologia infantilResultados de dois estudos realizados em São Paulo, Brasil. 2016. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2016.
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=3639674
Access rights Closed access
Type Thesis
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/46613

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account