Avaliação da efetividade e toxicidade do quimioterápico vinorelbina em crianças e adolescentes com gliomas de baixo grau não ressecáveis e/ou em progressão

Avaliação da efetividade e toxicidade do quimioterápico vinorelbina em crianças e adolescentes com gliomas de baixo grau não ressecáveis e/ou em progressão

Author Cappellano, Andrea Maria Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Petrilli, Antonio Sergio Petrilli Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Pediatria e Ciências Aplicadas à Pediatria
Abstract Background: The management of progressive unresectable low-grade gliomas remains controversial. Treatment options include chemotherapy, usually preceded by a period of observation, to delay or even avoid radiotherapy and extensive surgery in a proportion of children. Within this context an institutional protocol with vinorelbine, a semi-synthetic vinca alkaloid, was conducted at IOP/GRAACC/UNIFESP with the aim to evaluate the clinical and radiological response, as well as its toxicity profile. Patients and methods: From July 2007 to May 2013, 41 patients with recurrent (10) and newly diagnosed (31) progressive unresectable low-grade gliomas were treated with vinorelbine 30 mg/m² on days 0, 8 and 22 for 18 cycles. Response criteria used a combination of magnetic resonance imaging, physical and visual evaluation. Results: With the mean age of 6,4 years, the tumor sites were: 27 optic pathway, 7 brainstem, 3 hemispheric, 2 cerebellum, 1 intramedullary and 1 gliomatosis cerebri. Four patients had diagnosis of neurofibromatosis type 1 and 3 diencephalic syndrome. Twenty-eight patients had neurosurgical intervention, 21 grade I astrocytoma and 7 grade II. Of the 41 patients enrolled in the study, 40 were assessable for response. The best objective response was observed in 17 patients (42,5%) while 23 had stable disease. The most important documented toxicity was hematologic, with grade 3/4 neutropenia in 9 patients. None of the patients showed grade 3/4 gastrointestinal toxicity and only 1 grade 3 neurotoxicity. With a mean follow-up of 56 months the 40 available patients showed a progression-free survival in 3 years of 49.4% (I.C. a 95%: 33,2%; 65,4%) and in 5 years of 36.8% (I.C. a 95%: 20,7%; 52,9%) with an overall survival in 3 and 5 years of 81.8% (I.C a 95%: 69,6%; 94,0%). Conclusion: The results suggest that vinorelbine may be an option for progressive unresectable low-grade gliomas, showing activity with low toxicity and excellent quality of life.

Introdução: O manejo dos gliomas de baixo grau não ressecáveis e/ou em progressão permanece controverso. As opções de tratamento incluem quimioterapia, geralmente precedido por um período de observação, na tentativa de adiar ou mesmo evitar a radioterapia e a ressecção cirúrgica extensa. Dentro deste contexto realizou-se um protocolo institucional no IOP/GRAACC/UNIFESP com vinorelbina, um alcaloide da vinca semissintético, com o objetivo de avaliar a resposta ao tratamento, a sobrevida e seu perfil de toxicidade. Pacientes e métodos: De julho de 2007 a maio de 2013, 41 pacientes com tratamento prévio (10) e recém-diagnosticados (31) foram tratados com vinorelbina na dose de 30 mg/m² nos dias 0, 8 e 22 por 18 ciclos. Os critérios de resposta incluíam as imagens de ressonância nuclear magnética e a avaliação física e oftalmológica, quando aplicável. Em relação às toxicidades, estas foram avaliadas segundo os critérios de terminologia comum para eventos adversos. Resultados: Com média de idade de 6,4 anos os locais primários dos tumores foram: 27 em vias ópticas/hipotálamo (1 disseminado), 7 em tronco cerebral, 3 em hemisfério cerebral, 2 em cerebelo, 1 intramedular e 1 gliomatose cerebral. Quatro pacientes apresentavam diagnóstico de neurofibromatose tipo 1 e três de síndrome diencefálica. Vinte e oito pacientes realizaram cirurgia, sendo glioma grau I em 21 casos e grau II em sete. Dezessete pacientes (42,5%) apresentaram resposta objetiva e em 23 doença estável. A toxicidade mais significativa foi hematológica, com neutropenia grau 3/4 em nove pacientes, ocorrendo apenas dois casos de neutropenia febril. Nenhuma toxicidade gastrointestinal grau 3/4 foi observada e apenas um caso de neurotoxicidade grau 3. Com seguimento médio de 56 meses, a sobrevida livre de progressão em 3 e 5 anos foi de 49,4% (I.C. a 95%: 33,2%; 65,4%) e 36,8% (I.C. a 95%: 20,7%; 52,9%), respectivamente e a global em 3 e 5 anos de 81,8%(I.C. a 95%: 69,6%; 94,0%). Conclusão: Os resultados sugerem ser o quimioterápico vinorelbina uma opção de tratamento para gliomas de baixo grau não ressecáveis e/ou em progressão demonstrando efetividade e baixa toxicidade.
Keywords central nervous system
astrocytoma
chemotherapy
vinca's alcaloids
pediatrics
sistema nervoso central
astrocitoma
quimioterapia
alcaloides da vinca
pediatria
Language Portuguese
Date 2015-09-14
Published in CAPPELLANO, Andrea Maria. Avaliação da efetividade e toxicidade do quimioterápico vinorelbina em crianças e adolescentes com gliomas de baixo grau não ressecáveis e/ou em progressão. 2015. 86 f. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2015.
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 86 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=4289045
Access rights Closed access
Type Thesis
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/46437

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account