Efeito do soro de pacientes com lúpus eritematoso sistêmico sobre a atividade funcional e apoptose de linfócitos th-1, th-2, th-17 e t reguladores in vitro

Efeito do soro de pacientes com lúpus eritematoso sistêmico sobre a atividade funcional e apoptose de linfócitos th-1, th-2, th-17 e t reguladores in vitro

Author Mesquita, Vernanda Vieira Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Andrade, Luiz Eduardo Coelho Andrade Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Ciências da Saúde Aplicadas à Reumatologia
Abstract O Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES) é uma doença inflamatória crônica pertencente ao grupo das doenças reumáticas autoimunes sistêmicas. Caracteriza-se por apresentar variadas manifestações clínicas e laboratoriais. Diversos estudos demonstram o papel de células T reguladoras na manutenção da tolerância imunológica periférica e nos mecanismos fisiopatológicos de muitas doenças reumáticas autoimunes. Há evidências de que o desequilíbrio entre células T reguladoras e efetoras pró-inflamatórias, como as células Th17, Th1 e Th2, contribui significativamente para indução e manutenção da doença. Recentemente vem sendo discutido o papel de distúrbios no processo de apoptose na patogênese do LES. Uma possível fonte de autoantigenos no LES provém de materiais apoptóticos. Os níveis aumentados de células apoptóticas em pacientes com LES parecem estar relacionados a eventos pró-apoptóticos e à remoção ineficiente de debris celulares. Dentre os eventos pró-apoptóticos, parecem haver fatores presentes no soro dos pacientes com LES que contribuem para a indução da morte celular. Culturas de monócitos e linfócitos expostos ao soro de pacientes com LES apresentam altos índices de apoptose. Sabendo-se que as diferentes células do sistema imunológico possuem sensibilidade distinta aos mecanismos de morte celular e características funcionais, seria interessante determinar o efeito do soro humano de pacientes com LES sobre esses aspectos nos subtipos específicos de linfócitos Th1, Th2, Th17 e Treg, que parecem estar envolvidos na fisiopatologia da doença. O presente estudo teve por objetivo avaliar o efeito do soro humano de pacientes com LES sobre o comportamento fenotípico e funcional de linfócitos T reguladores (Treg), Th17, Th1 e Th2 cultivados in vitro. Foi feita também a análise do efeito indutor de apoptose de soro de pacientes com LES sobre os diferentes subtipos de linfócitos T CD4+ de pacientes com LES comparado a indivíduos saudáveis. Pôde ser constatado que a presença de soro lúpico não apresentou efeito sobre a frequência e proliferação dos diversos subtipos celulares, exceto pela diminuição na proliferação de linfócitos Th17. Foi evidenciado um aumento na porcentagem de linfócitos T CD4+, como um todo, que entraram em apoptose após 24 horas na presença de pool de soro lúpico. Por outro lado, o soro lúpico não foi capaz de induzir aumento na taxa de morte celular especificamente dos subtipos Treg, Th17, Th1 e Th2. Pelo contrário, linfócitos Th1 e Th17 apresentaram maior taxa de apoptose nas culturas em que não havia soro humano. Ao comparar linfócitos de lúpicos e controles, pudemos observar taxas aumentadas de apoptose de linfócitos T (CD3+) e linfócitos T helper (CD3+ CD4+) como um todo em amostras de pacientes lúpicos e uma diminuição da apoptose in vitro dos linfócitos Th1 de pacientes com lúpus comparado a linfócitos de controles saudáveis. Nossos achados mostram que, de fato, o soro de pacientes com LES em atividade parece conter fatores que estimulam a apoptose de linfócitos T CD4+ em geral, mas não parecem afetar os subtipos conhecidos desses linfócitos. Observou-se também que o soro humano, não apenas de pacientes, parece contribuir para menor propensão a ativação desses linfócitos in vitro. Esses efeitos podem estar parcialmente associados a alterações nos níveis de IL-2 e INF-gama secretados pelos linfócitos in vitro. O efeito indutor de apoptose do soro lúpico possivelmente contribui para o estabelecimento de níveis elevados de células apoptóticas in vivo, condicionando elevada oferta de potenciais autoantígenos na periferia, o que possivelmente exerce algum papel na fisiopatologia da enfermidade.
Keywords apoptose
linfócitos t reguladores
th17
th1
th2
lúpus eritematoso sistêmico
apoptose
linfócitos t reguladores
th17
th1
th2
lúpus eritematoso sistêmico
Language Portuguese
Date 2013-12-13
Published in MESQUITA, Vernanda Vieira. Efeito do soro de pacientes com lúpus eritematoso sistêmico sobre a atividade funcional e apoptose de linfócitos th-1, th-2, th-17 e t reguladores in vitro. 2013. 97 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2013.
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 97 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=117844
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/46250

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account