Densidade de células metabolicamente ativas nos discos intervertebrais lombares de humanos e sua relação com a vascularização da placa terminal

Densidade de células metabolicamente ativas nos discos intervertebrais lombares de humanos e sua relação com a vascularização da placa terminal

Alternative title Density of viable cells in humans lumbar intervertebral discs and their relationship with the vascularization of the endplate
Author Martins, Délio Eulálio Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Faloppa, Flavio Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Cirurgia translacional - São Paulo
Abstract Introdução: O disco intervertebral é avascular e não se sabe se apresenta capacidade de manter células ativas no seu interior ao longo dos anos. A vascularização da placa terminal tem influência direta no aporte de nutrientes para essas células. Objetivo: Analisar a vascularização da placa terminal e sua relação com a densidade de células metabolicamente ativas nos discos intervertebrais lombares de humanos adultos jovens e senis. Métodos: Foram utilizados 28 discos intervertebrais lombares de humanos divididos em dois grupos: Grupo 1 (n=15; menos de 50 anos de idade; ≤ grau 3 de Pfirrmann) e Grupo 2 (n=13; maior ou igual a 80 anos, ≥ grau 4 de Pfirrmann). A vascularização das placas terminais foi analisada utilizando Stereo Microscope Discovery® V.8. A viabilidade celular foi avaliada pelo método de MTT. A densidade celular total foi quantificada por técnica de PicoGreen® utilizando a quantidade de DNA como estimativa do número total de células. Resultados: As células mantiveramse estáveis em percentual de viabilidade celular em relação ao seu número total. A placa terminal inferior apresentou maior quantidade de orifícios (p < 0,05). A maior quantidade de células foi encontrada nas regiões do ânulo fibroso (p < 0,05). Houve correlação positiva (p < 0,05) entre a densidade de células metabolicamente ativas e a quantidade de orifícios vasculares da placa terminal inferior. Conclusão: A placa terminal inferior é a principal região de aporte de vasos sanguíneos para a nutrição do disco intervertebral e tem relação direta no número de células metabolicamente ativas.

Introduction: The intervertebral disc is avascular and remains unknown if it has the capacity to maintain viable cells inside over the years. The vascularization of the endplate has a direct influence on the nutrition to the disc cells. Objective: To analyse the vascularization of the end plate and its relation to the density of viable cells in lumbar intervertebral discs of young and old adult humans. Methods: Twenty-eight lumbar intervertebral discs were used and separated in two groups: Group 1 (n = 15; less than 50- year-old; Pfirrmann ≤ 3) and Group 2 (n = 13; greater or equal to 80-yearold, Pfirrmann ≥ 4). Vascularization of the endplates was analysed using Stereo Microscope Discover® V.8. Cell viability was assessed by MTT method. The cell density was measured by PicoGreen® technique using amount of DNA as an estimate of total cell number. Results: The viable cells remained steady in relation to the total cell density. The inferior endplate presented the biggest number of holes (p < 0.05). The greater number of cells was found in the annulus fibrosus (p < 0.05). There was a positive correlation (p < 0.05) between the density of viable cells and vascular openings in the inferior endplate. Conclusion: The inferior endplate has the main supply of blood vessels to nourish the intervertebral disc and has direct bearing on the number of viable cells.
Keywords Sobrevivência celular
Disco intervertebral
Permeabilidade
Cartilagem
Porosidade
Processos nutricionais
Language Portuguese
Sponsor Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Date 2014
Published in MARTINS, Délio Eulálio. Densidade de células metabolicamente ativas nos discos intervertebrais lombares de humanos e sua relação com a vascularização da placa terminal. 2014. 168 f. Tese (Doutorado em Ciências) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2014.
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 168 f.
Access rights Open access Open Access
Type Thesis
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/39289

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account