Contrastes entre as respostas fisiológicas ao exercício de pacientes com hipertensão arterial pulmonar (HAP) associada à esquistossomose e HAP idiopática

Show simple item record

dc.contributor.advisor Nery, Luiz Eduardo [UNIFESP]
dc.contributor.author Valois, Fabricio Martins [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2015-12-06T23:45:33Z
dc.date.available 2015-12-06T23:45:33Z
dc.date.issued 2012
dc.identifier.citation VALOIS, Fabrício Martins. Contrastes entre as respostas fisiológicas ao exercício de pacientes com hipertensão arterial pulmonar (HAP) associada à esquistossomose e HAP idiopática. 2012. 104 f. Tese (Doutorado em Ciências) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2012.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22224
dc.description.abstract Introdução: A esquistossomose e potencialmente a causa mais comum de hipertensao arterial pulmonar (HAP) no mundo. Apesar de semelhancas histopatologicas com a HAP idiopatica (HAPI), a HAP associada a esquistossomose (HAP-Esq) apresenta um curso clinico mais benigno, desconhecendo-se, no entanto, os mecanismos que justificam esse disparate. Como a HAP e uma doenca que manifesta-se prioritariamente aos esforcos, a hipotese central deste trabalho foi a de que pacientes com HAP-Esq apresentem respostas fisiologicas ao exercicio incremental, avaliadas atraves de teste de exercicio cardiopulmonar (TECP) em cicloergometro, menos comprometidas que pacientes com HAPI. Objetivos: Primariamente, objetivou-se contrastar as diferencas nos ajustes fisiologicos durante o exercicio dinamico entre pacientes com HAPI e HAP-Esq; secundariamente, objetivou-se correlacionar as variaveis hemodinamicas de repouso com os parametros do TECP e, ainda, avaliar a capacidade do teste de caminhada de seis minutos (TC6M) em identificar limitacoes no desempenho aerobico dos pacientes com HAPI e HAP-Esq. Metodos: Foram analisados TECP incremental em cicloergometro e TC6M de pacientes com HAPI e HAP-Esq, realizados ate 1 mes apos a avaliacao hemodinamica diagnostica, e sem que tratamento especifico para HAP tivesse sido iniciado. Houve duas fases distintas no delineamento do estudo: i) analise retrospectiva de pacientes que realizaram TECP como parte da rotina ambulatorial ou de protocolos de pesquisa; ii) fase prospectiva, na qual individuos com diagnostico recente de HAPI ou HAP-Esq foram submetidos a TECP incremental. Resultados: Foram avaliados 8 pacientes com HAP-Esq e 9 com HAPI. O indice cardiaco (IC), a resistencia vascular pulmonar e a pressao media de arteria pulmonar foram similares entre os grupos. Nao houve diferencas na estimativa da classe funcional da New York Heart Association e na distancia caminhada no TC6M entre os grupos. No entanto, no TECP, o O2pico foi maior em pacientes com HAP-Esq (75,5 ± 21,4 vs 54,1 ± 16,1 %previsto; p=0,016), assim como a inclinacao da relacao O2-W (8,2 ± 1,0 vs 6,8 ± 1,8 mL/min/W; p=0,03). Os individuos com HAP-Esq apresentaram maiores valores de pulso de oxigenio comparativamente a HAPI, alem de menor resposta taquicardica conforme a demanda metabolica (80,1 ± 20,6 vs 123,0 ± 39,2 batimentos/L/min; p=0,02). A inclinacao da relacao E- CO2 foi menor na HAPEsq (40,3 ± 3,9 vs 55,6 ± 19,8; p= 0,04). Houve correlacao entre o IC de repouso e O2pico, O2/W e E/ CO2 apenas nos pacientes com HAPI. Nao houve correlacao do O2pico com a distancia caminhada no TC6M. Conclusoes: Pacientes com HAPEsq apresentaram respostas fisiologicas ao exercicio incremental menos comprometidas que os pacientes com HAPI, mesmo com padrao hemodinamico similar ao repouso. Houve correlacao entre variaveis do TECP e hemodinamicas de repouso apenas nos pacientes com HAPI. O TC6M nao apresentou capacidade de detectar as disparidades funcionais entre os grupos. Os achados ao TECP sugerem que os pacientes com HAP-Esq possuam melhor capacidade em ajustar o debito cardiaco conforme a demanda metabolica durante o esforco, o que pode explicar o melhor curso clinico observado comparativamente a HAPI pt
dc.format.extent 104 p.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso aberto
dc.subject Humanos pt
dc.subject Esquistossomose/fisiopatologia pt
dc.subject Hipertensão Pulmonar/fisiopatologia pt
dc.subject Exercício pt
dc.title Contrastes entre as respostas fisiológicas ao exercício de pacientes com hipertensão arterial pulmonar (HAP) associada à esquistossomose e HAP idiopática pt
dc.title.alternative Contrasting physiologic responses to exercise in patients with schistosomiasis-associated and idiopathic pulmonary arterial hypertension en
dc.type Tese de doutorado
dc.contributor.institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.identifier.file Tese-13436.pdf
dc.description.source BV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campus São Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM) pt
unifesp.graduateProgram Medicina (Pneumologia) – São Paulo
dc.subject.decs Humanos pt



File

Name: Tese-13436.pdf
Size: 2.335Mb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search


Browse

Statistics

My Account