Atividade de telomerase nas lesões melanocíticas e na pele: correlação com aspectos histopatológicos do melanoma

Atividade de telomerase nas lesões melanocíticas e na pele: correlação com aspectos histopatológicos do melanoma

Alternative title Telomerase activity in melanocytic lesions and skins: its correlation to histopathologic aspects of the melanoma
Author Carvalho, Lucia Miiko Yojo de Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Santos, Ivan Dunshee de Abranches Oliveira Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo [UNIFESP]
Graduate program Cirurgia Translacional – São Paulo
Abstract A telomerase e uma enzima ribonucleoproteica complexa com atividade tipo transcriptase reversa e DNA polimerase, capaz de sintetizar a partir de uma matriz de RNA, o DNA telomerico na extremidade cromossomica. Constitui um marcador biologico de proliferacao celular, nao de transformacao maligna, e esta associada aos processos de senescencia e morte celular. Acredita-se que ela possa estar relacionada a transformacao maligna, pelo fato das celulas neoplasicas reativarem intensamente a atividade dessa enzima. Utilizando o ensaio TRAP (Telomerase Repeat Amplification Protocol) com deteccao por ELISA (Enzime-Linked Immunosorbent Assays), foi determinada a atividade da telomerase no melanoma cutaneo primario, na lesao melanocitica benigna e na pele, comparando-se esse parametro entre os grupos, alem de correlacionar a atividade da enzima com os dados histopatologicos desses melanomas primarios. No presente trabalho foram incluidas 108 amostras, sendo 30 de melanoma cutaneo primario, 24 de pele adjacente ao tumor, 28 de lesao melanocitica benigna e 26 amostras de pele controle. A diferenca, entre os quatro grupos, foi estatisticamente significante com p<O,OOl na analise com o teste de Kruskal-Wallis. O estudo da atividade da telomerase entre os grupos de melanoma e pele adjacente (p<O,OOl), melanoma e lesao melanocitica benigna (p<O,OO1), melanoma e pele controle (p<O,OO1), nevo e pele controle (p=O,OOl), lesao melanocitica benigna e pele adjacente (p=O,OO3) foi estatisticamente significante. Foram comparados, tambem, grupos de 20 amostras de cada grupo histopatologico estabelecido para o estudo, pareados conforme o sexo, a faixa etaria, e o tipo de pele, cujos resultados mostraram significancia estatistica entre os quatro primeiros pares citados acima: melanoma e pele adjacente, P<O,OO17; melanoma e pele controle, p<O,OOl; melanoma e lesao melanocitica benigna, p=O,OOl e, por ultimo, lesao melanocitica benigna e pele controle, p=0.0O,O . A atividade da telomerase apresentou valores crescentes a partir da pele controle para a pele adjacente, depois para a lesao melanocitlca benigna e o melanoma. No melanoma, a correlacao entre os valores da atividade da telomerase e ulceracao (p=O,O25), permeacao vascular (p=O,Ol8), e indice mitotico (p=O,O29) foi estatisticamente significante (teste de Mann-Whitney). Foi observada tambem uma maior expressao da atividade da enzima, segundo o aumento da espessura de Breslow, do infiltrado linfocitario e ...(au)
Keywords Telomerase
Melanoma
Neoplasias Cutâneas
Pele
Language Portuguese
Date 2000
Published in CARVALHO, Lucia Miiko Yojo de. Atividade de telomerase nas lesões melanocíticas e na pele: correlação com aspectos histopatológicos do melanoma. 2000. 102 f. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2000.
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 102 p.
Access rights Open access Open Access
Type Thesis
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/17020

Show full item record




File

Name: Tese-6146.pdf
Size: 288.0Kb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account