Evolução temporal e prognóstico dos níveis de lactato serico em cirurgia cardíaca pediátrica extracorpórea

Evolução temporal e prognóstico dos níveis de lactato serico em cirurgia cardíaca pediátrica extracorpórea

Alternative title Temporal evolution and prognosis of serum lactate in pediatric cardiac surgery with extracorporeal circulation
Author Carvalho, Werther Brunow de Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo [UNIFESP]
Graduate program Pediatria e Ciências Aplicadas à Pediatria – São Paulo
Abstract A predicao da evolucao imediatamente apos a cirurgia cardiaca de cardiopatas complexas em pediatria e muito dificil. A utilizacao do lactato como marcador bioquimico da hipoperfusao tecidual tem sido relatada em algumas pesquisas recentes em criancas, na tentativa de identificar a morbidade e a mortalidade no periodo pos-operatorio e verificar se as intervencoes clinicas precoces podem melhoras a evolucao destes pacientes. O proposito desta pesquisa foi avaliar a evolucao temporal dos niveis de lactato serico duraste o intra-operatorio e no pos-operatorio imediato de criancas submetidas , cirurgia cardiaca com a utilizacao de circulacao extracorporea, e se esta evolucao sequencial em periodos preestabelecidos, como potencialmente criticos, poderia se correlacionar com o prognostico destes pacientes. Realizado uni estudo prospectivo, nao intervencional (observacional) em 34 criancas nao consecutivas (27 sobreviventes e 7 nao, sobreviventes) na UCI Pediatrica de um Hospital Universitario. As medidas do lactato serico arterial foram realizados nos seguintes tempos: apos inducao anestesica (T1), apos 10 minutos de inicio da circulacao extracorporea (T2), apos o periodo de anoxia (T3), na saida da circulacao extracorporea (T4) e na admissao na UCI (T5). Os niveis de lactato foram comparados com a complexidade cirurgica, de acordo com a classificacao de JENKINS et al, 1995, em relacao a cada tempo de coleta de lactato, nao sendo encontrada significancia estatistica atraves da analise de variancia para medidas repetidas entre os quatro grupos, comparando-se o grupo A de complexidade cirurgica [(1) leve;(2)moderado;(3)grave]com o grupo B [(4)gravissimo] para cada tempo de mensuracao do lactato foi encontrada diferenca apenas no momento T4 quando se realizou analise de variancia para medidas repetidas com ajuste de COX. A comparacao entre os grupos de sobreviventes e nao sobreviventes para cada tempo de mensuracao do lactato foi estatisticamente significante (p<0.001) tanto para a comparacao entre grupos, como entre tempos, assim como para a interacao tempos versus grupo. A mesma comparacao aplicando-se o ajuste de COX revelou que T1 = T2 # T3#T4#T5. Concluiu-se que nao existe correlacao entre a complexidade da cirurgia e os niveis de lactato serico e que nos tempos T3, T4 e T5 existiu uma diferenca entre os grupos de sobreviventes e nao sobreviventes indicativa do valor prognostico da medida da concentracao de lactato
Keywords Ácido Láctico
Cirurgia Torácica
Período Pós-Operatório
Prognóstico
Pediatria
Acidose
Terapia Intensiva
Language Portuguese
Date 2000
Published in São Paulo: [s.n.], 2000. 104 p. tab.
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 104 p.
Access rights Closed access
Type Professor's thesis
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/16912

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account