Interação enfermeira-mãe da criança hospitalizada: estudo sobre o efeito do método de Roy

Interação enfermeira-mãe da criança hospitalizada: estudo sobre o efeito do método de Roy

Author Sabates, Ana Llonch Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Chaud, Massae Noda Autor UNIFESP Google Scholar
Graduate program Enfermagem - EPE
Abstract Este experimento teve como objetivo testar a eficácia do método de ROY (1967), denominado P.I.P., aplicado a um grupo de macs de crianças hospitalizadas num hospital-escola, do município de Sao Paulo, durante o período de junho a outubro de 1994. A amostra foi constituída de 28 maes, 14 no grupo controle e 14 no grupo experimental. No método P.I.P. (ROY, 1967), a enfermeira realiza três ações, durante a interaçao com a mae da criança, para propiciar aumento no nível de adequaçao de seu papel junto ao filho hospitalizado. Na primeira açao (P), a enfermeira Presta atençao no enfoque da mae; na segunda (I), Informa à mae sobre a situaçao da criança e na terceira (P), ela Permite que a mae participe dos cuidados com o filho hospitalizado. Este constituiu a variável experimental do estudo. A variável dependente, aumento do nível de adequaçao do papel da mae, foi representada por escores. Os resultados mostraram que o grupo experimental, que recebeu o método P.I.P., teve aumento estatisticamente significante no nível dos escores e que as variáveis da mae - idade, escolaridade e número de filhos - bem como as variáveis da criança hospitalizada - idade e sexo - nos grupos controle e experimental, nao interferiram nesses resultados. O estudo mostrou que o P.I.P., é eficaz na interaçao enfermeira-mae para integrá-la no papel que deve desempenhar na assistência ao filho hospitalizado.

This experiment was intended to examine Roy's (1967) method P.I.P. effectiveness when applied to a group of mothers with hospitalized children in a teaching hospital in Sao Paulo, Brazil. A total of 28 mothers were included in the sample, with 14 in the control group and 14 in the group experimental. During maternal-child interaction, and using the P.I.P. method, the nurse carries out three actions directed towards providing a higher adequation level to the mother's role. In the first action (P), the nurse pays attention to the mother's focus; in the second action (I), the nurse informs the mother about the child's situation; and in the third (P), the nurse allows the mother to participate in the hospitalized child's care. The latter was found to be an experimental variable. The dependent variable - higher adequation level of mother's role, was represented by scores. The results showed that the P.I.P. method applied for the experimental group presented a statistically significant increase within, the score levels. The mother's variables - age, educational level, and number offspring - as well as those of the hospitalized child - age and gender - failed to interfere in the results observed for the two groups. This study shows P.I.P. effectiveness in the nurse-mother interaction, while involving the mother in the role of her child's care.
Keywords Criança Hospitalizada
Enfermagem Pediátrica
Humanização da Assistência
Mãe acompanhando filho no hospital
Language Portuguese
Date 1995
Published in SABATES, Ana Llonch. Interação enfermeira-mãe da criança hospitalizada: estudo sobre o efeito do método de Roy. Tese (Doutorado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 1995.
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 66 p.
Access rights Open access Open Access
Type Thesis
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/12958

Show full item record




File

Name: Tese-2157.pdf
Size: 7.855Mb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account